O blog feito para as noivas do interior de São Paulo
CERIMÔNIA E FESTA
Cerimônia e Festa
DressGo
Tips For Bride

O que é Elopement Wedding – ou Casamento a Dois?

Eis um formato para cerimônia de casamento que tem ganhado bastante espaço por aqui. Muitas noivas brasileiras – e nós também! – estão ficando cada vez mais encantadas com a ideia de um elopement wedding. Também conhecido como ‘casamento a dois’, é uma proposta nova, intimista e muito singela para ser vivida única e exclusivamente pelo casal de noivos.

Tem coisa mais linda e romântica do que isso?

Esse modelo de cerimônia resgata o verdadeiro significado do casamento. Gostamos tanto da proposta que resolvemos transformá-la em um lindo presente para um casal de leitores do blog. Convidamos as noivas que, assim como nós, fossem apaixonadas por este estilo de cerimônia a nos contar suas histórias de amor. Aquela que mais tocasse nossos corações seria a feliz ganhadora de uma super produção com direito a decoração, jantar romântico, docinhos, música, vestido de noiva e tudo o que um elopement wedding tem direito.

elopement-wedding-casamento-dois-brasil-1
Lost In Love Photography
elopement-wedding-casamento-dois-brasil-2
Jordan Voth
elopement-wedding-casamento-dois-brasil-3
Myrtle & Moss Photography

Recebemos muitas histórias, uma mais linda que a outra. Uma delas, a do nosso querido casal Martha e Oscar, foi a que mais nos emocionou. Agora, assim como eles, estamos contando os dias para dar início à super produção que irá tornar seu sonho uma linda realidade. Vocês poderão acompanhar os bastidores com a gente, aqui no blog – e também nas redes sociais do Tips for Bride (Instagram e Facebook).

Afinal, o que é e como funciona o casamento a dois?

Uma das grandes parceiras do blog nesse projeto lindo e super sensível é a assessora e cerimonialista Rosine Fretes, à frente da Armonie Eventos. De cara, ela amou a ideia e ficou encantada com o projeto! Como ainda é um formato novo no Brasil, claro que nós a convidamos para esclarecer todas as possíveis dúvidas das noivas. Apostamos que, depois de ler, você já vai começar a buscar o cenário perfeito para poder viver essa intensa e emocionante experiência a dois!

Confira a entrevista para lá de especial! Cheia de muitas dicas, informações e conselhos de quem é uma verdadeira especialista no tema!

elopement-wedding-casamento-dois-brasil-4
Tyler Branch
elopement-wedding-casamento-dois-brasil-6
Desiree Shuey Photography / Michele Roth
elopement-wedding-casamento-dois-brasil-5
Nisha Ravji Photography

Dicas para as noivas – por Rosine Fretes, da Armonie Eventos

Antes de mais nada, vale esclarecer o significado da palavra em inglês. Elope, em inglês, significa fugir de algum lugar e não retornar ao seu ponto de origem. Por sua vez, a palavra elopement foi escolhida para definir um tipo de casamento mais intimista, onde só os noivos participam. É um casamento a dois, igual a um casamento normal, mas sem convidados.

É como se o casal fugisse da cidade deles para casar longe de tudo, a sós, mas, com uma cerimônia que tenha tudo que eles têm direito e sonham, como: vestido de noiva, buquê, traje do noivo, troca de votos e muito amor envolvido. Enfim, são cerimônias muito íntimas, descomplicadas, mas tocantes e emocionantes.

Casamento a dois: É indicado para todos os casais?

Este tipo de cerimônia é perfeito para noivos que se encontram em diversas situações. Independente de qual seja, eles querem registrar este momento único de suas vidas! Fiz uma listinha com alguns perfis de noivos que optam pelo formato do elopement wedding.

elopement-wedding-casamento-dois-brasil-7
Lauren Fair Photography
elopement-wedding-casamento-dois-brasil-9
Phil Wenger Photography / Sidney Campelo
elopement-wedding-casamento-dois-brasil-8
Gustavo Franco Fotografia
  • Casais que querem economizar ou que não tem dinheiro suficiente para fazer uma grande festa
  • Casais que querem fugir de conflitos familiares, situações em que nem todos concordam com o casamento ou com a forma escolhida pelos noivos
  • Casais que buscam a praticidade de planejar um casamento só para os dois, apesar de todos os detalhes envolvidos
  • Casais que sonham em viajar para um determinado lugar e, na viagem, realizar a cerimônia
  • Casais que acham que festas tradicionais caminham em sentido contrário ao modo que eles vêem a vida
  • Casais que já se casaram outras vezes e não querem mais fazer a festa
  • Casais de religiões diferentes
  • Casais que acreditam que faz mais sentido fazer algo só para eles dois porque desejam uma celebração mais intimista

Como começar a organizar o elopement wedding?

Apesar do elopement wedding parecer ser bem simples, é importante saber que exige muita dedicação para sua organização. Muitas vezes, mais do que em um casamento tradicional. Porque quase sempre tudo é feito à distância antes do grande dia.

elopement-wedding-casamento-dois-brasil-11
Chris & Ruth Photography
elopement-wedding-casamento-dois-brasil-10
Lara Lam / Jimmy Choo
elopement-wedding-casamento-dois-brasil-12
Yuska Fotografia

O local da celebração é o primeiro item a ser escolhido. Isso irá depender, basicamente, do sonho e estilo de cada casal. Alguns escolhem se casar em fazendas, florestas, cachoeiras, topos de montanha, praias desertas, capelinhas ou embaixo de uma árvore linda. Ou seja, lugares que não comportariam um número grande de convidados e que tem um significado especial para eles. Além disso, é importante escolher um local bonito por natureza porque assim os noivos não precisam se preocupar muito com a decoração.

Depois de escolher o local, começa a pesquisa sobre os fornecedores para casamento da região. Como os noivos provavelmente não estarão lá para organizar a cerimônia, acho crucial a contratação de uma empresa de assessoria e cerimonial. Preparar um casamento à distância tem sua complexidade. Por isso, é essencial ter um profissional cuidando de todos os detalhes no local onde acontecerá o casamento. Isso traz tranquilidade ao casal e garante que tudo sairá como planejado.

Dicas básicas para um elopement wedding perfeito

Com local e assessoria escolhidos, é hora de partir para a escolha dos outros fornecedores como celebrante, fotografia e vídeo, decoração e todos os demais detalhes.
Em relação ao celebrante, ele pode ser religioso, um juiz de paz ou um amigo dos noivos que falará algumas palavras rapidamente. Em seguida, os noivos lêem os votos que foram escritos por eles próprios.

elopement-wedding-casamento-dois-brasil-piquenique
Brad and Jen
elopement-wedding-casamento-dois-brasil-13
Maria Grace Photography / Matthew Davidson Photography

No final da cerimônia, acontece a troca de alianças e o beijo dos noivos. A escolha do fotógrafo e cinegrafista deve ser muito criteriosa porque eles serão responsáveis em captar e registrar com excelência toda a emoção do momento sem interferir na cerimônia.

Outro fornecedor que acho muito importante ter no elopement wedding é a música. Ela sempre complementa e dá aquele toque de emoção extra nas cerimônias de casamento. Como na maioria das vezes o local escolhido é muito bonito, uma decoração simples apenas complementa e exalta a sua beleza natural.

Após a cerimônia e a sessão de fotos, os noivos devem comemorar! Afinal, este é um momento único. Esta comemoração pode ser com um brunch, um piquenique ou um jantar romântico à luz de velas. Ainda existe a opção dos noivos reservarem um restaurante bem legal ou fazerem um luau a dois – caso a cerimônia seja à beira mar.

Quanto custa fazer um casamento a dois?

O elopement wedding é, de forma geral, muito mais barato que um casamento tradicional. Os gastos mais comuns são com trajes dos noivos, fotografia e filmagem e a celebração em si. Caso o casal queira incrementar com música e jantar romântico, ele ainda continua mais econômico.

Não existem convidados, não há gastos com buffet, bebidas, locação de espaço, lembrancinhas, dentre outros serviços comuns às celebrações tradicionais. As empresas costumam trabalhar com um orçamento bem enxuto, levando em consideração que o casamento será feito somente para o casal.

elopement-wedding-casamento-dois-brasil-topo-montanha
Joshua Mikhaiel

Devo apostar na ideia do casamento a dois?

Elopement wedding é perfeito para casais que sonham com um momento simples e íntimo, só entre eles, para selar a união. Por um lado, eles querem a tradição do vestido de noiva, da troca das alianças, dos votos, do buquê e das fotos do casal. Por outro, não gostam da ideia de fazer uma festa grande e tradicional, cerimônia com todos os amigos e familiares ou assumir muitos gastos. Ou seja, se é o desejo do casal dar um tom mais íntimo a união e fugir do tradicional, escolher o casamento a dois é a melhor opção!

Para casais românticos, o elopement wedding é perfeito porque ele permite manter a intimidade e exagerar no romantismo – para que esse momento fique ainda mais incrível e inesquecível. Afinal, as pessoas mais importantes em um casamento são os noivos – e eles estarão sós e livres para expressar todo o amor que sentem um pelo outro.

É um conceito tão íntimo e particular, que a única preocupação do casal é viver e sentir a emoção da cerimônia. Estar juntos para que a experiência seja compartilhada, assim como o resto de suas vidas. Por isso, é muito importante que tudo seja idealizado e organizado para que fique a cara do casal, desde o local até a equipe que registrará o momento.

O importante não é a quantidade de “coisas” que existe num casamento, mas sim as lembranças que ficarão desse dia. Por isso, meu conselho é viver intensamente este dia, olhar nos olhos, trocar sorrisos e abraços. Chorar, se beijar e jamais se esquecer do verdadeiro sentido do casamento

Tips For Bride

Plano B para casamentos ao ar livre: Como lidar com os imprevistos?

O sonho de ter um lindo casamento ao ar livre pode se transformar num verdadeiro pesadelo. Essa frase é capaz de deixar muitas noivas de cabelos em pé, não é verdade? Vocês já sabem que somos completamente apaixonados por cerimônias realizadas ao ar livre, seja no campo, na montanha ou na praia. Para quem também ama a ideia de realizar o casamento com o pôr do sol ou com um cenário maravilhoso, a principal dica é: tenha um bom planejamento. A atenção deve ser redobrada em relação aos possíveis imprevistos – e isso só é possível com um trabalho de assessoria por trás.

Sem dúvidas, a chuva é o principal motivo de preocupação das noivas. Infelizmente, esse é um dos poucos fatores difíceis de se prever e de buscar uma alternativa de maneira imediata. Caso vocês tenham optado por uma cerimônia ao ar livre, é imprescindível que considerem a possibilidade de mal tempo no dia do casamento. O tão temido plano B deve fazer parte do planejamento e da logística, seja com montagem de cobertura ou até mesmo com mudança do local da cerimônia. Nós trouxemos as melhores dicas para vocês, depois de um bate-papo com a Bruna, assessora e cerimonialista da Par Perfeito Cerimonial, de Campinas.

‪Garrett County Chamber of Commerce‬
‪Garrett County Chamber of Commerce‬

Antes de qualquer coisa, é importante que vocês se sintam seguros com a decisão, diante de todos os prós e contras. “A beleza é o principal motivo das noivas para a escolha dos espaços ao ar livre. O entardecer e o pôr do sol contribuem e muito com o encantamento no dia do casamento. Além de deixar o álbum e o vídeo ainda mais incríveis”, explica Bruna, que também ressalta a importância de um planejamento e organização pela assessoria responsável. “Avaliar o espaço durante a visita técnica e as prioridades dos noivos são pontos cruciais para a tomada de decisão no caso de um plano B. Conhecer os detalhes do espaço e se antever a possíveis problemas, sejam eles técnicos ou relacionados ao tempo fazem parte da nossa avaliação inicial”.

“Casar ao ar livre não é sinônimo de casamento em um espaço sem estrutura. Por isso, na hora de escolher o local, verifique se ele fornece tudo o que você precisa. A natureza é o ponto alto dos casamentos ao livre, porém é também a maior preocupação. Além da chuva, ainda existe a possibilidade de ventanias e uma maior incidência de pernilongos”, analisa Bruna. Como podemos ver, mesmo que o tempo colabore no dia do casamento, a cerimônia ao ar livre exige alguns cuidados básicos. Garantir o conforto dos convidados é um dos principais pontos para que eles vivam um dia inesquecível num lugar com um cenário encantador. Em relação aos fornecedores, caso eles ainda não conheçam o local, vale agendar uma visita técnica. Só assim para definir as prioridades, conhecer a infraestrutura e já prever os possíveis problemas.

Lindo casamento com cerimônia ao ar livre já realizados pela Par Perfeito Cerimonial
Lindo casamento com cerimônia ao ar livre já realizados pela Par Perfeito Cerimonial

Portanto, se vocês estão prestes a realizar uma linda cerimônia ao ar livre, fica a nossa principal dica. A decisão de contratar a cobertura deve ser avaliada desde o início da escolha do espaço e alguns questões devem ser levadas em consideração. “O espaço permite a inclusão de uma cobertura? Que tipo de cobertura deverá ser feito?
 Ela será contratada apenas em casos de chuva ou deverá ser contratada de imediato? “, questiona Bruna, da Par Perfeito Cerimonial. Segundo ela, é possível contatar um fornecedor para a montagem de cobertura com até três dias de antecedência do casamento. Essas são algumas das perguntas que os noivos devem fazer ao avaliar a viabilidade da ideia. Ponderar as expectativas, as vantagens e as desvantagens para, finalmente, tomar a melhor decisão em relação ao espaço para cerimônia.

Casamentos com cerimônia ao ar livre já realizados pela Par Perfeito Cerimonial
Casamentos com cerimônia ao ar livre já realizados pela Par Perfeito Cerimonial
Tips For Bride

Cerimônia e festa de casamento em restaurantes. Que tal?

De uns tempos para cá, as cerimônias de casamento ganharam mais flexibilidade em relação ao formato tradicional. Com isso, os noivos foram presenteados com inúmeras opções para realizar o grande sonho do casamento. Há alguns anos, a cerimônia em igreja era praticamente o único modelo possível para os casais. A tendência de casamentos ao ar livre como no campo, em fazendas ou à beira-mar ganharam força e conquistaram definitivamente o coração dos noivos. Especialmente quando pensamos em mini weddings, os restaurantes já podem ser considerados como uma das principais opções. No início, era uma tendência exclusiva de grandes cidades como São Paulo, que ofereciam excelentes opções, mas praticamente todas para casamentos de grande porte.

Hoje, várias outras cidades do estado de São Paulo também contam com restaurantes super charmosos que permitem cerimônias de casamento em seus estabelecimentos. A nossa dica é: caso você tenha um lugar preferido para jantar com seu amor, pergunte a eles sobre a possibilidade de realizar o seu grande dia no local. O mais bacana dos restaurantes é que, geralmente, os noivos têm alguma ligação emocional com o lugar – o que acaba deixando o dia do casamento ainda mais especial. Para os noivos católicos, uma cerimônia fora da igreja não tem validade pela Igreja Católica Apostólica Romana, ou seja, não pode ser realizado por um padre. No entanto, é perfeito para cerimônias ecumênicas realizadas por celebrantes ou pastores. Outra opção é realizar a cerimônia na igreja apenas para a família e, depois, fazer a cerimônia e a festa num espaço livre.

Mesa de doces de casamento no Restaurante Cantaloup, no Itaim Bibi, em São Paulo (Divulgação)
Mesa de doces de casamento no Restaurante Cantaloup, no Itaim Bibi, em São Paulo (Dani Pacces)
Mesa de doces de casamento no Restaurante Cantaloup, no Itaim Bibi, em São Paulo (Divulgação)
Mesa de doces de casamento no Restaurante Cantaloup, no Itaim Bibi, em São Paulo (Marcio Norris)

Quase sempre, os restaurantes são espaços que já oferecem o mínimo de infraestrutura para realizar um casamento perfeito. Além do mobiliário para a cerimônia e para a festa, os noivos ainda podem desfrutar de um serviço de buffet incrível. São diferentes formatos possíveis, desde finger food até buffet à francesa, que seria o menu empratado. Cada estabelecimento trabalha num formato, mas a grande vantagem é que quase todos possuem uma estrutura charmosa e super romântica, cujos detalhes foram pensados com cuidado para o seu grande dia. “Na minha opinião, vários fatores são importantes na escolha do restaurante, mas o principal é a facilidade. Acredito que a culinária também conta muito. Quando você frequenta um restaurante, já conhece a comida e se sente mais seguro na hora de tomar a decisão sobre o menu”, explica Tatiana Sahagoff, gerente de eventos do Cantaloup, que fica no Itaim Bibi, em São Paulo.

Quando pensamos num casamento em restaurante e, ao mesmo tempo, num formato mais tradicional de festa em salão de eventos, fica difícil compará-los. No primeiro caso, ao fechar o contrato com um restaurante, você acaba eliminando uma série de fornecedores. Eles serão responsáveis pelo espaço em si, pelo buffet, pelo mobiliário, além de itens como toalhas para as mesas, talheres, copos e pratos. São formatos completamente distintos e, para decidir entre um modelo e outro, é importante definir qual será o estilo do casamento. Os restaurantes são locais recomendados no caso de mini weddings e, na maioria das vezes, procurados por noivos mais jovens que estão pagando a própria festa ou por pessoas mais velhas, que já estão no segundo casamento ou casais que já estão juntos e querem oficializar a união.

Mesas de jantar para os convidados no Restaurante Cantaloup, no Itaim Bibi, em São Paulo (Divulgação)
Mesas de jantar para os convidados no Restaurante Cantaloup, no Itaim Bibi, em São Paulo (Gisele Rampazzo)
Mesas de jantar para os convidados no Restaurante Cantaloup, no Itaim Bibi, em São Paulo (Divulgação)
Mesas de jantar para os convidados no Restaurante Cantaloup, no Itaim Bibi, em São Paulo (Gisele Rampazzo)

Visitas técnicas aos restaurantes é essencial para avaliá-los e poder comparar entre um serviço e outro. “É importante pesquisar sobre a seriedade do restaurante. Às vezes, o lugar começa a fazer eventos com preços acessíveis porque está precisando aumentar o faturamento, mas não tem nenhum experiência com isso. Se tiver oportunidade de conversar com algum cliente ou fornecedor que já utilizou o espaço, é sempre bom pegar referências. Outro ponto a se observar é a manutenção do restaurante: um lugar bem cuidado, com toalhas em ordem, cadeiras limpas e banheiro cheiroso denota uma maior dedicação ao negócio. Além de, obviamente, a culinária. É sempre importante experimentar a comida algumas vezes antes de fechar o evento”, explica Tatiana Sahagoff, do Cantaloup.

As particularidades e características de cada espaço, além da infraestrutura em si e do orçamento, são determinantes na escolha do local. No caso do restaurante Quinta da Canta, por exemplo, o grande diferencial é justamente a localização, já que ele fica dentro de uma reserva da Mata Atlântica. “Nós só abrimos o restaurante aos finais de semana para almoços demorados inspirados no movimento slowfood. Nossos diferenciais são os jardins da casa, a comida deliciosa e a exclusividade do atendimento, onde os donos estão sempre presentes e garantem o aconchego do espaço”, diz Sergio Lima, sócio-proprietário do restaurante Quinta da Canta. Ao comparar os diferentes formatos e tipos de estabelecimentos, uma dica importante é avaliar o que está incluso na proposta comercial e qual será o tipo de serviço oferecido (confira um post especial sobre os principais tipos de buffets para casamento).

Os casamentos em restaurantes podem comportar até 200 convidados sentados, mas é comum que seja um número ainda menor de pessoas. “No Cantaloup, nossa capacidade máxima é para 200 pessoas e acredito que existam poucos restaurantes que comportem mais do que 100 pessoas. Podemos dizer que sim, restaurantes são adequados para mini weddings. A nossa média é de 100 a 120 pessoas, mas já fizemos eventos menores, de até 14 pessoas na sala privativa”, conta a gerente Tatiana Sahagoff.

Casamento no campo realizado no restaurante Quinta da Canta (André Kioto)
Casamento no campo realizado no restaurante Quinta da Canta (Dri Castro)
Casamento no campo realizado no restaurante Quinta da Canta (Dri Castro)
Casamento no campo realizado no restaurante Quinta da Canta (André Kiono)
Casamento realizado no restaurante Ruella, em São Paulo (Divulgação)
Casamento realizado no restaurante Ruella, em São Paulo (Divulgação)
Casamento realizado no restaurante Ruella, em São Paulo (Ricardo Cintra)
Casamento realizado no restaurante Ruella, em São Paulo (Ricardo Cintra)
Local de cerimônia para casamentos realizados no restaurante Vicolo Nostro, em São Paulo (Divulgação)
Local de cerimônia para casamentos realizados no restaurante Vicolo Nostro, em São Paulo (Divulgação)

Tips For Bride

Noiva

Planejamento

Cerimônia e Festa

Especial: Interior de SP
Casamentos Reais

Colunistas

Guia de Fornecedores

Tips For Bride Tips For Bride Tips For Bride
Tips For Bride