O blog feito para as noivas do interior de São Paulo
ESPECIAL: INTERIOR DE SP
Especial Interior de SP
DressGo
Tips For Bride

Basílica Santuário Santo Antônio de Pádua, em Americana

A cidade de Americana, localizada no interior paulista, fica a pouco mais de 120 quilômetros da capital e próximo a região de Campinas. Com mais de 210 mil habitantes, o município contempla um dos principais monumentos religiosos da região. A igreja matriz de Americana, cujo nome oficial é Basílica Santuário Santo Antônio de Pádua é uma histórica construção no estilo neoclássica e uma das favoritas pelos casais de noivos. O prédio conta com 30 metros de largura, 80 metros de comprimento, 22 metros de altura na nave central, 50 metros de cúpula e 42 metros de piso. Atualmente, a igreja conta com uma média de 80 a 100 cerimônias religiosas por ano e é uma dos espaços mais disputados para casamento católicos.

Com capacidade para 1.500 pessoas sentadas e até 4.000 convidados no total, são diversos horários disponíveis para realizar o casamento no local. Confira abaixo:

Sexta-feira – 20h e 21h
Sábado – 10h, 11h, 12h, 16h30, 19h, 20h, 21h e 22h (horário de verão)
Domingo – 12h

O sonho de se casar na Basílica já faz parte do imaginário da grande maioria das noivas da cidade e, nos últimos anos, tem chamado a atenção de casais de outras cidades – e também de fora do país. O projeto arquitetônico da igreja é realmente surpreendente e capaz de deixar qualquer noiva sonhando com seu grande dia nesse local tão mágico e cheio de detalhes especiais. São mais de 60 metros de corredor central para o cortejo em meio a pinturas e vitrais, além do magnífico trabalho de pintura no teto e dos lustres de cristal. É a maior igreja da Diocese de Limeira, tem forma de cruz latina, com cinco naves e transepto com cúpula sobre o cruzeiro. A fachada é formada por seis colunas que sustentam a torre.

Para atender ao crescente número de noivos interessados em se casar na Basílica, a administração fez algumas mudanças nos últimos anos. Além da indicação serviço de cerimonial profissional da própria igreja, também foi criado o Guia de Noivas. É um guia completo com as normas, procedimentos e regras para os prestadores de serviços. Em relação à infraestrutura do local, foram realizadas algumas modificações no projeto de iluminação da igreja, além da completa restauração interna, que preservou a beleza e características originais da Basílica. Em 2017, está previsto o início da restauração externa do prédio.

casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-12
Rejane Wolff
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-13
Divulgação
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-6
Vecter Foto
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-2
Allisson Roberto
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-14
Rejane Wolff
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-10
Rejane Wolff

 

História da Basílica Santuário Santo Antônio de Pádua

A introdução do catolicismo na cidade de Americana teve grande influência dos imigrantes italianos que ocuparam a região a partir de 1887. A primeira igreja da cidade foi construída em meados de 1896, quando foi rezada uma missa em homenagem ao padroeiro Santo Antônio. Devido ao crescimento da cidade, foi necessária a construção de uma nova igreja, e foi assim, que sob trabalho do Monsenhor Nazareno Maggi, idealizador da Basílica, iniciaram-se, em 1950, as obras da então Matriz de Santo Antônio. As previsões de custo assustaram os católicos e, para arrecadar fundos, foram feitas várias campanhas na época. A pintura da igreja ficou a cargo dos irmãos italianos Pedro e Uldorico Gentilli, com a participação do pintor e restaurador Alberto Ettore Gobbo. Os retoques finais da igreja foram concluídos em 1977.

O artista italiano Uldorico Gentilli também esculpiu doze imagens para o lado externo da cúpula: oito delas medem 3,4 metros de altura e quatro medem 2,4 metros. As figuras foram modeladas em barro e depois fundidas em cimento. Mais tarde, em 1959, foi instalado em cima da cúpula uma imagem de Santo Antônio com 4,10 metros de altura, junto com os sinos. De cada janela, foi feito um vitral com um dos dez mandamentos, feitos por diversos artistas, seguindo as imagens bíblicas, já selecionadas pelo Monsenhor Nazareno Maggi. A pintura foi feita em vidros importados da Alemanha, que foram cozidos no fogo. Atualmente, o templo religioso se encontra em processo de tombamento histórico pelo CONDEPHAM (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural de Americana) desde 27 de junho de 2011, sob o processo 36079/2011.

No dia 13 de junho de 2013, a igreja matriz foi elevada ao grau de Santuário Diocesano de Santo Antônio de Pádua, o nono dedicado ao santo no Brasil. Exatamente um ano após ser decretada Santuário, os fiéis receberam a notícia da elevação ao grau de Basílica menor, mais alto posto que uma Igreja pode alcançar. Em tempo inédito de análise e aprovação, pouco mais de um mês, o decreto de criação foi assinado pelo Papa Francisco no dia 30 de maio de 2014 e apresentado no dia 13 de junho de 2014 pelo Bispo Diocesano de Limeira, Dom Vilson Dias de Oliveira, DC.

casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-8
Rejane Wolff
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-3
Divulgação
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-11
Rejane Wolff
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-9
Rejane Wolff
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-4
Divulgação
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-7
Rejane Wolff
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-1
Allisson Roberto
casamento-igreja-americana-basilica-santuario-santo-antonio-padua-5
Divulgação
Tips For Bride

Guia de Igrejas: Paróquia São Pedro Apóstolo, em Tupã

Localizada a mais de 500 quilômetros da capital paulista, a cidade de Tupã soma 75 mil habitantes e é conhecida como a Terra do Índio e a Capital Nacional da Fotografia. Uma de suas principais igrejas é a Paróquia São Pedro Apóstolo, cuja história se confunde com a origem do próprio município. Com capacidade para 800 pessoas sentadas, possui uma média de quatro casamentos por mês. Os horários para cerimônias religiosas são às sextas-feiras, às 20h30, ou aos sábados, às 17h30. A arquitetura da construção impressiona pelos arcos brancos com detalhes dourados no teto, além de pilares ornamentados e piso de mármore. Realmente um verdadeiro tesouro escondido em Tupã: a riqueza de detalhes do altar e o trabalho minimalista dos vitrais coloridos também chamam a atenção dos fieis.

Tupã faz divisa com as cidades de Arco-Íris, Rancharia, João Ramalho, Quatá, Herculândia, Quintana, Bastos e Iacri. Ela está localizada entre os municípios de Presidente Prudente, Marília e Araçatuba. Segundo os registros históricos da cidade, o fundador da cidade, Luiz de Souza Leão, escolheu São Pedro como padroeiro por um simples acaso. Durante uma viagem a Marília, em março de 1934, o fundador encontrou Pedro Altenfelder, titular do cartório do segundo ofício naquele município. Em conversa com o amigo, Souza Leão percebeu que Tupã, já com cinco anos e em pleno desenvolvimento, ainda não tinha um padroeiro. Por sugestão do dono do cartório, o fundador decidiu dedicar a cidade a São Pedro. O oficial do cartório de Marília ainda se comprometeu em dor a imagem do padroeiro à cidade.

A capela foi elevada a paróquia em 30 de junho de 1936 por Dom Henrique César Fernandes Mourão, então bispo de Cafelândia e teve o padre Gaspar Aguilar Cortês como primeiro vigário. O Monsenhor Afonso Hafner foi o padre que mais tempo ficou à frente da igreja. Depois de tomar posse em 17 de abril de 1947, o Monsenhor Afonso acompanhou momentos importantes da comunidade. A igreja, por exemplo, não comportava mais o número de fieis, devido ao crescimento da cidade. Assim, em março de 1954, com uma nova igreja já construída, demoliu-se a antiga que se encontrava dentro do novo templo. A inauguração da matriz ocorreu no dia 21 de março do mesmo ano.

igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-estudio-a-fotografia-1
Estúdio A Fotografia
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-fabio-henry-5
Fábio Henry
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-estudio-a-fotografia-2
Estúdio A Fotografia
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-fabio-henry-1
Fábio Henry
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-estudio-a-fotografia-3
Estúdio A Fotografia
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-estudio-a-fotografia-4
Estúdio A Fotografia
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-fabio-henry-2
Fábio Henry
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-estudio-a-fotografia-5
Estúdio A Fotografia
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-fabio-henry-3
Fábio Henry
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-estudio-a-fotografia-6
Estúdio A Fotografia
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-fabio-henry-4
Fábio Henry
igrejas-interior-sp-tupa-paroquia-sao-pedro-apostolo-casamentos-fabio-henry-6
Fábio Henry
Tips For Bride

Guia de Igrejas: Paróquia São Lourenço – Matriz de Urupês

Urupês é uma cidade de pouco mais de 10 mil habitantes, localizada na região norte do estado. Para as noivas da região que sonham em realizar a cerimônia religiosa, a igreja matriz surpreende pela suntuosidade e pela riqueza de detalhes da construção. Com média de 25 casamentos por ano e capacidade para mais de 840 convidados, a igreja disponibiliza os seguintes horários para cerimônia: aos sábados, às 10h, 16h45 e 20h30; às sextas-feiras, o horário depende da programação da paróquia, mas geralmente, à noite. A cidade de Urupês faz divisa com as cidades de Ibirá, Marapoama, Irapuã, Potirendaba. Distante mais de 440 quilômetros da capital, está situada na área central entre os municípios de Penápolis, São José do Rio Preto e Catanduva.

A inauguração da paróquia aconteceu há quase 90 anos, no ano de 1929. A matriz como conhecemos hoje começou a ser construída em julho de 1933, com o trabalho de fundação dos primeiros alicerces, que tinham 1,5 metro de altura por 1,5 de largura e mais 90 centímetros de terra batida. O novo projeto da Igreja Matriz foi trabalho do engenheiro Francisco Perotto de Taquaritinga, que adotou o estilo gótico. São 46 metros de comprimento, 16 metros de largura e a torre com 35 metros. No ano de 1937, foi realizada a missa de inauguração da Igreja Matriz pelo então bispo de São Carlos, Dom Gastão Liberal Pinto. Confira a galeria de imagens dessa linda igreja, inclusive sob o olhar do fotógrafo Bruno Rossete, de São José do Rio Preto.

Informações da Paróquia São Lourenço – Igreja Matriz de Urupês:

E-mail: paroquiasaolourenco@yahoo.com.br
Site: www.martirlourenco.com.br
Telefone: (17) 3552-3853
Horário de funcionamento da secretaria: Segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30. Aos sábados, das 7h às 11h.

Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Diocese de Catanduva)
Foto: Diocese de Catanduva
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Diocese de Catanduva)
Foto: Diocese de Catanduva
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Bruno Rossete)
Foto: Bruno Rossete
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Bruno Rossete)
Foto: Bruno Rossete
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Diocese de Catanduva)
Foto: Diocese de Catanduva
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Bruno Rossete)
Foto: Bruno Rossete
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Diocese de Catanduva)
Foto: Diocese de Catanduva
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Diocese de Catanduva)
Foto: Diocese de Catanduva
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Diocese de Catanduva)
Foto: Diocese de Catanduva
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Diocese de Catanduva)
Foto: Diocese de Catanduva
Paróquia São Lourenço, a Igreja Matriz de Urupês (Foto: Bruno Rossete)
Foto: Bruno Rossete

Tips For Bride

Noiva

Planejamento

Cerimônia e Festa

Especial: Interior de SP
Casamentos Reais

Colunistas

Guia de Fornecedores

Tips For Bride Tips For Bride Tips For Bride
Tips For Bride