O blog feito para as noivas do interior de São Paulo
Casamento & Dinheiro
DressGo
Tips For Bride

Estou casada: Devo parar de trabalhar?

Depois do casamento, muitas vezes surge uma dúvida entre as noivas: paro de trabalhar para me dedicar ao lar? Espero o nascimento das crianças para ocupar-me com elas? É sobre isso que vou falar no texto de hoje: Casei e agora? Paro de trabalhar?

É um cenário ainda comum para as noivas recém-casadas

Muitas noivas saem diretamente da casa dos pais para o casamento e algumas delas preferem parar de trabalhar para cuidar da casa e do marido. Em alguns casos, elas param de trabalhar quando ficam grávidas e preferem se dedicar a cuidar das crianças. É claro que esta decisão deve ser combinada e analisada em comum acordo entre o casal, tanto por questões econômicas quanto emocionais. É uma questão importante que deve ser decidida a dois, já que as suas consequências influenciarão muito o desenrolar do casamento. Não adianta o marido querer que sua esposa fique em casa, dedicando-se à família, se ela vai ficar frustada por não ter tido a oportunidade de crescer na sua carreira. Por outro lado, não adianta a esposa querer parar de trabalhar se a sua renda for importante para fazer frente aos gastos da família.

flurtmag.com
flurtmag.com

O que deve ser levado em consideração na hora de definir apenas uma fonte de renda para o casal? Como chegar a um consenso?

Quanto à questão da frustação em não poder dar seguimento à carreira, esta questão é muito mais psicológica e, portanto, não vamos abordá-la aqui, por se tratar de uma coluna de finanças. Mas então, afinal, como saber se parar de trabalhar é a melhor opção financeiramente falando e como fazemos esta comparação? Em relação às questões financeiras do fato de a esposa parar de trabalhar ou não, podemos elencar estas abaixo:

  • O salário do esposo não é suficiente para arcar com as despesas do casal: Em alguns casos, o casal está acostumado com um alto padrão de vida e prefere não ter que reduzir este padrão e consequentemente, a esposa teria que ajudar nas despesas da casa, já que o salário do marido não é suficiente para arcar sozinho com este padrão.
  • O casal pretende fazer um bom pé de meia desde o início do casamento: Se o casal pretende economizar e começar a guardar recursos para sua reserva de emergências, reserva dos sonhos e reserva de aposentadoria, já desde os primeiros anos do casamento, seria bom que a esposa pudesse contribuir com sua renda também, assim alcançariam seus objetivos mais rapidamente.
  • O salário da mãe não é suficiente para arcar com todas as despesas dos cuidados com a(s) criança(s): É preciso fazer as contas e analisar se o salário da esposa é suficiente para que a criança fique bem cuidada enquanto ela trabalha. Por exemplo, muitas vezes, para que a mãe trabalhe, é necessário ter uma babá que fique cuidando da criança no horário em que ela não está no colégio, ter uma condução que a leve para a escolinha e ainda pagar o valor da própria escola. Em alguns casos, somando-se tudo, não compensa que a mãe continue trabalhando e economicamente falando, seria melhor que ela ficasse em casa cuidando da(s) criança(s).
  • O salário do marido é alto o suficiente: Por fim, se o salário do marido é alto o suficiente para arcar com as despesas da casa e ainda economizar para as reservas financeiras, o casal poderá entrar em acordo se a esposa deve trabalhar ou não. Neste caso, a escolha não depende da necessidade e, portanto, da vontade de cada família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tips For Bride

Noiva

Planejamento

Cerimônia e Festa

Especial: Interior de SP
Casamentos Reais

Colunistas

Guia de Fornecedores

Tips For Bride Tips For Bride Tips For Bride
Tips For Bride