O blog feito para as noivas do interior de São Paulo
CERIMÔNIA E FESTA
Cerimônia e Festa
DressGo
Tips For Bride

Música para casamentos: Conheça o formato de Voz e Violão

A moda dos casamentos ao ar livre e, especialmente dos mini-weddings, despertou a atenção dos noivos para um formato até então desconhecido. O modelo mais intimista, com poucos convidados e sem a necessidade de seguir a todos os padrões de um casamento clássico tem, cada vez mais, despertado o interesse de casais que buscam algo mais acolhedor e diferente para o dia do casamento. Existem milhões de maneiras de celebrar o amor e, junto com a tendência de cerimônias mais descontraídas, o formato de música voz e violão tem se destacado como um dos preferidos: exatamente pela simplicidade, por trazer emoção a esse momento inesquecível de uma maneira diferente. Apesar de coral e orquestra ainda serem um dos formatos mais clássicos para cerimônias, o estilo dos noivos é determinante entre optar por algo mais tradicional ou apostar num formato charmoso e intimista.

A cantora July Guerrero é natural de Limeira, no interior de São Paulo, e uma das mais belas vozes para o formato de voz e violão. Com um repertório de lindíssimas cerimônias já realizadas em diversas – inclusive no lindo casamento da Mariana e do Leandro, no Espaço Haras, em Piracicaba. Num bate-papo delicioso, ela nos ajuda a entender mais sobre os possíveis formatos e combinações dentro do que chamamos de “voz e violão”, além de detalhes de como surgiu essa tendência no Brasil. “Estávamos no mercado de casamento desde 2008 cantando em banda baile/show, o que pedia grande estrutura de palco, iluminação e um padrão de figurino: todos sempre com roupas pretas. Nós partimos para esse formato em 2013, quando o interesse por casamentos diurnos e mini-wedding começou a surgir. Naturalmente percebemos a necessidade de apresentar leveza sonora e cuidado com o visual. Foi aí que, intuitivamente, o formato voz e violão nos fisgou e se faz permanente em nossa caminhada atual”, conta a cantora.

musica-cerimonia-casamento-voz-violao-july-guerrero-3 musica-cerimonia-casamento-voz-violao-july-guerrero-4

Desde quando o formato voz e violão virou tendência, especialmente em casamentos ao ar livre?

Percebo que o formato caminhou junto com a chegada do mini-wedding ao Brasil, a tendência “gringa” da praticidade e menos exorbitância encantou o gosto brasileiro e se encontra em escala de crescimento! O caráter intimista, aconchegante e mais personalizado deste tipo de casamento fez com que a procura por lugares diferentes dos convencionais aumentasse e a luz do dia tornou-se uma ótima opção. O que mais poderia combinar com o dia e ambientes externos lindos e verdes? O formato acústico! Algo simples e vivo!

Quais são as origens do formato e, na sua opinião, porque ele se adaptou tão bem às cerimônias no Brasil?

Sabe aquela máxima “menos é mais”? Pensando em Casamento, acredito que o simples é o caminho neste momento. Refletir algo intimista, leve e delicado remete ao som acústico e traz o violão em mente. Como descrito acima, o brasileiro percebeu a tendência e se apaixonou pelas cerimônias diurnas e ao ar livre, o que ocasionou os primeiros passos e a adaptação tão aconchegante deste formato.

musica-cerimonia-casamento-voz-violao-july-guerrero-1

Quais são as combinações possíveis de instrumentos e os estilos musicais que mais se adaptam ao modelo?

Tendo uma voz em destaque e o violão como base, a percussão é uma combinação interessante para o casal que procura mais descontração e ritmo. O trio voz, violão e cajón, por exemplo, deixa tudo mais alegre e com mais opções de dinâmica e possibilidades de novas versões de músicas populares nacionais e internacionais. Quando o violino é agregado ao formato, naturalmente o romantismo se faz mais presente e fica difícil segurar a emoção na cerimônia.  No nosso caso, nosso violino segue uma linha mais folk. Outra opção é a escaleta que traz naturalmente uma sonoridade peculiar e retrô, algo que soa como sanfona, gaita e se encaixa perfeitamente para casais que querem algo marcante e diferente para a celebração. Toda versão antiga e clássica, fica contemporânea e tudo que é moderno fica vintage com a escaleta. Outro instrumento interessante para a recepção é o baixo acústico, se encaixando com um repertório e o clima de um evento mais sofisticado, voltado para o jazz e blues.

Como é definido o repertório? Na maioria das vezes, são quantas músicas por cerimônia?

O repertório é definido junto com os noivos em reunião pessoal na maioria das vezes. Personalizar é o foco, conseguir contar a história do casal através das canções escolhidas. Musicar o amor de dois e fazer com que faça sentido para cada entrada através da concordância da letra e melodia. Em média, devem ser escolhidas de 9 a 13 músicas, mas isso depende principalmente da quantidade de entradas necessárias para cada estilo de celebração.

musica-cerimonia-casamento-voz-violao-july-guerrero-5 musica-cerimonia-casamento-voz-violao-july-guerrero-2

Além da cerimônia, o formato voz e violão também se encaixa em outras situações do casamento, como coquetel ou até mesmo na festa?

O formato se encaixa perfeitamente na recepção dos convidados para a festa, aquela pós cerimônia onde acontece o encontro e a conversa entre os convidados e o início do coquetel na maioria das vezes. A voz e o violão surge neste momento como um entretenimento aconchegante, leve, delicado onde é possível existir a fala entre as pessoas, a degustação agradável juntamente com uma atração especial que encanta os convidados. Na própria festa também é possível, quando se trata de um evento com poucos convidados e que não necessariamente se faz presente uma pista de dança. Já fizemos a festa de casamentos com 80 convidados por exemplo, que receberam super bem o formato e até rolou dança e palmas! Para que o formato combine com este momento do casamento, o foco do casal deve ser o aconchego e a simplicidade.

O que levar em consideração entre escolher esse tipo de formato ou uma formação mais clássica, como coral e orquestra, por exemplo?

Acredito que principalmente a exclusividade é algo a ser levado em consideração. Quando se pensa no formato voz & violão, não se pensa em qualquer músico, instrumentista. O casal escolhe uma voz, e quer aquela para o grande dia. O que eleva a personalização daquele evento, afinal a sonoridade será única e exclusiva, o que torna a celebração de certa forma mais surpreendente e diferente de uma apresentação com uma formação mais clássica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tips For Bride

Noiva

Planejamento

Cerimônia e Festa

Especial: Interior de SP
Casamentos Reais

Colunistas

Guia de Fornecedores

Tips For Bride Tips For Bride Tips For Bride
Tips For Bride