O blog feito para as noivas do interior de São Paulo
PLANEJAMENTO
Planejamento
DressGo
Tips For Bride

Meus pais vão pagar meu casamento. Que direitos eles têm?

Há algumas décadas, os casamentos eram vistos como uma cerimônia muito tradicional na família. Naquela época, não havia dúvidas em relação ao budget do casamento: estava subentendido de que seria uma responsabilidade dos pais da noiva. Felizmente, muita coisa mudou de lá para cá. Hoje em dia, é comum que os pais sequer participem financeiramente desse dia tão especial e que todos os gastos sejam bancados exclusivamente pelos noivos. Apesar disso, ainda existem famílias em que as tradições continuam firmes e fortes e os pais fazem questão de ajudá-los nas finanças do casamento. Nesses casos, todo cuidado é pouco para evitar confusões e desentendimentos. Afinal, a dúvida que não quer calar é: que direitos os pais dos noivos possuem quando são eles que estão arcando com os gastos do casamento?

É uma questão delicada e muito sensível, especialmente porque depende de cada família e do relacionamento de cada filho com seus pais. Antes de qualquer coisa, é importante ter em mente que o casamento, independente de quem está à frente das finanças, é uma celebração dos noivos. São eles que devem tomar as decisões e fazer as suas escolhas de acordo com o que sonharam para o grande dia. Há famílias em que isso flui de maneira tranquila, mas há casos em que os pais exageram na dose ao opinar em cada detalhe do casamento. Para nos ajudar nessa questão tão essencial, nós convidamos as assessoras e cerimonialistas Bruna e a Juliana, da empresa Par Perfeito Cerimonial. Um bate-papo delicioso e cheio de informações e dicas para vocês, noivinhas, que estão vivendo esse dilema. Vamos lá?

Southern Weddings
Southern Weddings

Hoje em dia, podemos afirmar que a grande maioria dos noivos decide arcar com os custos do casamento ou ainda é comum que os pais fiquem responsáveis pelas finanças? 

Atualmente, a maioria dos casais assume o investimento do seu próprio casamento. Os matrimônios estão acontecendo mais tarde do que antigamente, num momento em que a vida profissional dos noivos já está mais sólida e permite realizar esse grande investimento sem a ajuda dos pais. Entretanto, é comum que os pais ajudem nas despesas do casamento, seja ficando responsáveis por determinados serviços ou presenteando os noivos com itens especiais para o casamento.

 

Caso os pais decidam arcar com todo o orçamento, quais seriam as principais dicas a fim de evitar desentendimentos ou futuros problemas? 

O primeiro e mais importante passo é conversar antes de iniciar os preparativos. Uma conversa franca entre os pais e os noivos permitirá estabelecer os limites durante as escolhas para o casamento. Claro que, nesse caso, os pais participarão mais ativamente de todo o planejamento. O resultado é que eles terão mais liberdade para opinar. Ou seja, é importante que, desde o início, fique claro para todos os envolvidos que a escolha final é sempre do casal.

 

Qual seria o limite para que os pais interfiram no casamento?

Nosso conselho é sempre que os noivos tomem as decisões para o casamento para que seja realmente uma comemoração deles e não um evento para os seus pais. No entanto, essa resposta depende do relacionamento do casal com os pais, por isso a conversa antes de iniciar os preparativos é muito importante.

 

O maior problema seria a lista de convidados? Como lidar com essa situação?

Definir a lista de convidados é um dos primeiros passos na organização do casamento. Quando os pais estão à frente do investimento fica mais difícil controlar a quantidade de pessoas que eles irão convidar. A prioridade na lista de convidados é sempre do casal e, em seguida, os pais incluem seus convidados para que seja possível mensurar o tamanho da festa e quais espaços atendem a quantidade de convidados. Após essa etapa, tanto os noivos quanto os pais devem se manter dentro desse limite, sem grandes alterações.

 

Quais seriam os direitos que os pais possuem caso estejam à frente das finanças do casamento?

Bom senso é a palavra-chave. Os noivos conhecem muito bem seus pais e sabem como será o casamento caso o investimento seja feito por eles. É preciso mensurar se será possível administrar a vontade dos noivos e dos pais sem conflitos diante dessa situação. Os direitos e deveres de todos os envolvidos devem ser combinados antes de iniciar os preparativos para evitar brigas e desentendimentos.

 

Aceitar ou não a ajuda financeira dos pais?

Muitos casais preferem arcar com as despesas do casamento para evitar complicações na família. Para tomar essa decisão, é preciso avaliar se existe a real necessidade da ajuda dos pais e qual o grau de intimidade na família. Estabelecer limites é essencial: onde e como os pais vão investir é muito importante! Uma sugestão para aceitar a ajuda dos pais sem que eles influenciem nas decisões do casal é elencar itens específicos para que eles presenteiem os noivos, como por exemplo, o vestido da noiva ou as lembrancinhas para os convidados.

 

Caso os noivos decidam assumir todos os gastos do casamento, quais seriam as dicas para que eles consigam também agradar aos pais?  

É sempre interessante pedir a ajuda dos pais nas escolhas, liberar uma quantidade de convidados para eles e mantê-los sempre a par de tudo o que está acontecendo. Fazer com que se sintam parte dessa comemoração os deixará muito felizes e orgulhosos dos filhos a caminho ao altar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tips For Bride

Noiva

Planejamento

Cerimônia e Festa

Especial: Interior de SP
Casamentos Reais

Colunistas

Guia de Fornecedores

Tips For Bride Tips For Bride Tips For Bride
Tips For Bride