O blog feito para as noivas do interior de São Paulo
PLANEJAMENTO
Planejamento
DressGo
Tips For Bride

Manual de etiqueta da noiva: Saiba o que fazer – e o que não fazer

Vocês já ouviram falar que o casamento é a mais pura expressão da personalidade dos noivos? Não estamos falando apenas de preferências por estilo, cores favoritas e atrações musicais. A maneira de recepcionar os seus convidados, o cuidado com cada detalhe e a leveza durante os preparativos dizem muito sobre os noivos. Nós já falamos sobre o manual de etiqueta dos convidados no blog (quem se lembra?), mas saibam que os protagonistas desse dia também merecem algumas dicas. Etiqueta da noiva: sim, ela existe e nós vamos te contar tudo sobre ela!

Afinal, como garantir a elegância, a delicadeza, a sofisticação e a educação diante dos preparativos para o seu grande sonho de subir ao altar? Para te ajudar nesta importante missão, escalamos um especialista de peso. Nós convidamos o premiado assessor e cerimonialista Thiago Hadi. Atendendo ao pedido do Tips for Bride, ele preparou um pequeno “manual de etiqueta da noiva”. São dicas, orientações e sugestões para que você seja uma noiva inesquecível para os seus familiares, amigos e fornecedores do seu casamento.

fotografia preto e branco do carro da noiva
Fernanda Pavan

Quando pensamos em etiqueta da noiva, é importante lembrar que não estamos falando em orçamento ou condições financeiras. Independente do budget do seu casamento, dá para desempenhar com maestria a importante função de noiva. Seguir à risca o que manda a etiqueta nada tem a ver com os valores gastos com decoração ou vestido de noiva. Em primeiro lugar, a nossa dica é: você deve estar preparada para ser o centro das atenções por um dia. Seus convidados vão reparar em absolutamente todos os detalhes, tudo que é feito, falado ou criado para o seu casamento.

Afinal, qual a fórmula perfeita para conseguir um casamento dos sonhos? Como ser gentil com tantos profissionais envolvidos, além de oferecer uma experiência incrível aos seus convidados? De que maneira devo agir ou me comportar para passar uma boa impressão a todos que estão envolvidos na produção? Casar com classe e elegância não é uma tarefa assim tão fácil. O que é preciso fazer para que isso aconteça? Passar dos limites e fazer feio logo no dia mais importante de sua vida, não dá, né? Junto com o assessor e cerimonialista Thiago Hadi, listamos algumas dicas para você arrasar na hora do sim! Vale destacar que contar com um bom profissional também facilita e muito as coisas. Ninguém melhor para te orientar e dividir os melhores conselhos com você – para que seu dia seja simplesmente perfeito!

1. Solicitar orçamento por e-mail

Antes de fazer uma cotação ou enviar uma mensagem para qualquer fornecedor, tenha em mente que seu assessor e cerimonialista pode fazer isso por você. Caso você mesma queira fazer, a nossa dica é manter a classe e ser educada com os possíveis profissionais que irão atuar no seu casamento. Agindo assim, você já ganha a simpatia de qualquer fornecedor e isso conta muito no dia do casamento. Portanto, a nossa sugestão é solicitar um orçamento da seguinte forma:

“Olá. Boa tarde! Meu nome é Jacqueline e conheci o seu trabalho através da indicação de uma amiga que contratou vocês para o casamento dela (ou através das redes sociais ou algum blog de casamento). Pretendo me casar no dia 12 de maio de 2018, na Capela São José e fazer uma festa para 200 convidados, no Espaço Santa Rita, em São Paulo. Gostaria de receber um orçamento do seu trabalho com o descritivo dos serviços que você oferece. Segue meu telefone, caso precise. Aguardo retorno. Um abraço e muito obrigada”.

Nós utilizamos algumas informações fictícias para exemplificar. Tenha certeza absoluta que um e-mail com informações detalhadas sobre o seu casamento será muito bem recebido com essas palavras. A seguinte mensagem “Solicito um orçamento para 250 convidados para o dia 31/03/2018” é muito frequente na caixa de entrada do cerimonialista Thiago Hadi. “Minha principal dica é: não economize simpatia e demonstração de confiança para com todos os seus fornecedores. Afinal, todo mundo gosta de ser bem tratado, sejam os seus convidados ou os profissionais envolvidos.

2. Prazo para entrega dos convites

O ideal é que os convites de casamento sejam entregues três meses antes da data do casamento. As primeiras pessoas a receberem os convites deverão ser os pais dos noivos e padrinhos – e depois aos convidados. Entregá-los pessoalmente é a forma mais educada, além de você dividir essa alegria com as pessoas que mais ama! Para aqueles que moram muito longe ou fora do país, os convites devem ser enviados pelo correio. “Nunca se esqueça de ligar para avisá-los sobre o casamento e de reforçar o seu desejo sobre o comparecimento daquele convidado”, explica Thiago Hadi.

Três meses é um período relativamente curto para que todos se programem e tenham a data livre para o seu casamento. Para resolver essa questão, muitos casais optam pelo envio do Save the Date. É um aviso – muitas vezes de maneira virtual – para que os amigos e familiares já reservem a data no calendário. Geralmente, ele é enviado com até seis meses antes da data. “Na hora de entregar os convites, leve sua câmera fotográfica para gravar o momento com seus pais e padrinhos. Isso é muito legal, pois vocês terão o registro desse dia maravilhoso e ainda terão uma linda lembrança para comemorar suas bodas de prata ou de ouro”, recomenda.

Convite de casamento para os fornecedores?

Thiago Hadi é realmente um especialista quando o assunto é elegância e sofisticação. Ele pensa em todos os detalhes para que seu grande dia seja inesquecível – e para que todos aproveitem esse momento tão emocionante. “Sempre digo às minhas noivas: convide também o seu maquiador, decorador, doceiro e cerimonialista para a festa. Enfim, todos os profissionais que te ajudaram a realizar esse sonho. É um gesto muito carinhoso e, particularmente, acho super elegante ter os principais responsáveis em sua festa. É uma forma gentil de dizer que também são especiais em seu grande dia”.

nomes no convite de casamento
Fernanda Pavan

3. Como escrever os nomes nos convites

Como já sabemos, o convite de casamento é primeira impressão que o convidado terá da sua festa. Por ser um evento social, existem alguns protocolos a serem seguidos para evitar desconfortos com os seus convidados. É importante ter em mente que algumas regras podem ser quebradas, como colocar Sr. e Sra. antes dos nomes. Basicamente, tudo depende do grau de afinidade com os convidados, já que esses termos são usados apenas em situações formais.

Para os colegas do trabalho, fica a dica: fora do escritório, faça a entrega do convite de maneira individual apenas aos seus amigos mais próximos. “Nunca se esqueça de que o seu casamento é um momento de muita intimidade, ou seja, não é necessário convidar todas as pessoas da empresa. Minha dica é: não se esqueça do seu chefe. Mesmo não tendo muita amizade com o seu superior, é sempre de bom tom convidá-lo”, recomenda o cerimonialista Thiago Hadi. Outra dica essencial na hora de endereçar o convite é, caso não saiba o nome de algum convidado, pergunte. “É extremamente deselegante colocar ‘Luciana e esposo”, por exemplo. Dá a impressão de que você não procurou se informar sobre o nome da pessoa”.

Para você não errar, seguem algumas dicas:

Convidar uma família (pais e filhos): “Thiago Hadi e família”
Convidar somente os pais (sem os filhos): “Sr. e Sra. Hadi” ou “ Thiago Hadi e Sra.”
• Convidar um casal homoafetivo (gay): “Thiago Hadi e Jorge Luis da Silva”, se morarem juntos. Caso contrário, envie um convite para cada um com o nome completo.

4. Não peça dinheiro ou (apenas) presentes muito caros

O presente de casamento é algo secundário na vida do casal. Nunca se esqueça que o mais importante é a amizade e o carinho pelos seus convidados, além de poder dividir essa alegria com todos eles. Nem todos os seus amigos têm condições financeiras de presenteá-los com um presente caro, por isso, pense nisso na hora de fazer a lista de presentes. “A minha sugestão é diversificar ao máximo. Coloque desde itens de cozinha até eletrônicos ou eletrodomésticos para que o convidado sinta-se confortável para escolher o que cabe no bolso”, recomenda o cerimonialista Thiago Hadi.

Hoje em dia, é comum os casais já morarem juntos – e, por isso, não precisarem de tantos itens para a casa. Ou seja, nada melhor do que um dinheiro extra para reformar o apartamento ou fazer uma viagem inesquecível. Caso esse seja o seu desejo, os sites de casamento podem te ajudar. “Dá para criar uma lista de presentes com pacotes ou passeios turísticos para a viagem de lua de mel. Depois, é possível resgatar o valor e usá-lo da melhor maneira – seja para viajar, para investir na casa própria ou em algum detalhe da vida a dois. Você consegue aproveitar sem precisar pedir dinheiro para ninguém”, explica.

5. Bebidas alcóolicas em excesso

Beber sem limites no dia do seu casamento: sim, uma das coisas mais deselegantes para uma noiva. Além disso, você deixa de curtir e aproveitar todos os minutos da festa ao lado de pessoas tão especiais. Vocês são os protagonistas do casamento e, por isso, todas as atenções estarão voltadas para você. É natural que alguns casais percam a noção do limite – justamente pela alegria em celebrar esse dia tão inesquecível. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de moderar a quantidade de álcool durante a festa.

“Além de não aproveitar, vocês irão passar uma imagem deselegante a todos. Vale curtir e experimentar os drinks especiais, o whisky com os amigos e aquele delicioso champagne para comemorar esse momento único. É só não exagerar”, recomenda o cerimonialista Thiago Hadi. “Nós sempre colocamos uma bride sitter para auxiliar os noivos. É uma profissional responsável pelas bebidas e comidas do casal. Nossa sugestão é entregar as bebidas alcoólicas e revezar copos de água, sucos ou drinks sem álcool. Assim, dá para curtir os drinks e comemorar com os convidados até o final”, justifica.

noivos na festa de casamento
Fernanda Pavan

6. Cortar a gravata do noivo

Apesar de ser uma tradição muito comum em festas de casamento, é algo que está caindo em desuso. É fácil entender o porquê. Seus convidados já gastaram com inúmeras coisas, como viagem, roupas, salão de beleza, hospedagem – sem contar o presente de casamento. A festa foi pensada com carinho para que todos possam degustar, curtir e se sentirem à vontade, não é mesmo? Pedir dinheiro não é exatamente uma maneira de recepcionar bem o seu convidado. “Para falar a verdade, acho cafona. Na minha opinião, é uma falta de educação pedir dinheiro em plena festa”, diz o assessor e cerimonialista Thiago Hadi.

Há quem diga que é o único momento da festa em que o noivo ganha destaque. Para quem ama a ideia, vale pensar em outras maneiras de garantir a diversão dele com os padrinhos. Sem contar que poderá constranger os convidados ao serem abordados durante a festa de casamento. Muitos não levam carteira, nem dinheiro. A nossa dica é: caso você não queira, já combine com os padrinhos (que geralmente começam a brincadeira) e comunique ao seu cerimonialista. A festa de casamento passa rápido demais, por isso, aproveite para se divertir e curtir com os seus convidados!

7. Jogo de cintura para manter a classe

Atire a primeira pedra aquela noiva que nunca ouviu: Você vai me convidar para o seu casamento, né? Ou aqueles milhares de comentários e sugestões sobre como, onde e porque você deveria fazer. Ser noiva é lidar com as alegrias e com a expectativa para esse dia tão especial. Por outro lado, é também conciliar as opiniões alheias e com a falta de etiqueta de outras pessoas. Casamento é uma celebração íntima do casal e é absolutamente natural que alguém fique de fora da lista de convidados.

Como lidar com uma saia justa do tipo? Como reagir a esse tipo de situação durante os meses que antecedem o casamento? Apesar de não ser uma tarefa fácil, existem alguns conselhos que podem te ajudar. Para manter a classe e a elegância, a dica número um é: evite as redes sociais. Quanto mais você expor os detalhes dos preparativos, maior será o número de pessoas comentando – nem sempre positivos. Se você optou por algo íntimo ou um mini wedding, o cuidado é redobrado, já que muitas pessoas ficarão de fora.

noiva clássica em casarão histórico
Fernanda Pavan

8. Etiqueta com o noivo

Respeito é uma das palavras chave para um bom relacionamento. Além de se preocupar com os familiares, com os amigos e até mesmo com os fornecedores, a noiva precisa de cuidado com o noivo. Isso mesmo! “Chegar à cerimônia no horário marcado no convite é extremamente educado. Isso mostra respeito. Noiva elegante é noiva pontual. É essencial se programar para não sofrer com possíveis atrasos”, explica o assessor e cerimonialista Thiago Hadi. Há alguns anos, era comum a noiva se atrasar, mas hoje em dia, é um clássico sinal de deselegância e falta de respeito.

“Peça ajuda ao seu cerimonialista para criar o cronograma do dia da noiva. O ideal é que você agende o cabelo e a maquiagem e fique pronta 40 minutos antes do horário do convite. Além disso, calcule o tempo de demora para se deslocar do salão de beleza até o local da cerimônia”, explica. Planejamento do começo ao fim para evitar situações desconfortáveis: eis a chave do sucesso do seu casamento.

9. Cumprimente seus convidados

Agradecer e retribuir esse carinho é uma das melhores partes do casamento. Saber que todas as pessoas estão reunidas porque querem o seu bem é realmente muito especial. Mas, afinal, como agradecer? Devo ir de mesa em mesa para cumprimentar a todos? “Não aconselho fazer isso. Chegue na festa de casamento de uma forma elegante e, pelo microfone, agradeça a presença de todos. Avise que não irão passar de mesa em mesa cumprimentando, mas que esperam todos na pista de dança para dar um abraço carinhoso”, explica o assessor e cerimonialista Thiago Hadi.

Caso você tenha optado por um mini wedding – com até 100 convidados, é educado cumprimentar a todos pessoalmente, especialmente aqueles que vieram de muito longe. No caso de avós dos noivos ou pessoas de mais idade, vale a pena cumprimentá-los individualmente. “Após a volta da lua de mel, envie cartões de agradecimento a todos. Isso é super elegante e um carinho especial para quem foi à sua festa. Esses cartões podem ser em papel ou até mesmo virtuais. Aproveite e convide os pais e os padrinhos para um jantar na sua casa nova”, recomenda.

10. Cores iguais para os vestidos das madrinhas

O mercado de casamento também é feito de tendências. Muito do estilo americano nas cerimônias foi incorporado pelas noivas brasileiros. Junto com o estilo rústico chique e com os casamentos ao ar livre, as bridesmaid também fizeram sucesso. São as melhores amigas da noiva, que usam vestidos absolutamente iguais, com a mesma cor e com o mesmo modelo. Nos Estados Unidos, o noivo tem os seus padrinhos e, a noiva, as suas madrinhas – mas eles não formam pares ou casais. Adaptando para a nossa realidade, no Brasil, virou moda definir uma paleta de cores para os vestidos das madrinhas.

“Particularmente, eu não gosto. Na minha opinião, a forma mais elegante é deixá-las à vontade para escolher seu modelo favorito. Quanto às cores, o ideal é sugerir uma escala de tons para que possam escolher, ao invés de estabelecer uma única cor para todas. Cada tom de pele e cada pessoa combina mais com determinadas cores e modelos. Além disso, é fundamental que todas sintam-se lindas, confiantes e muito à vontade para conseguirem aproveitar ao máximo este dia tão especial”, sugere o assessor e cerimonialista Thiago Hadi. “Uma dica especial é colocar uma paleta de cores no convite com as opções para o casamento”.

Tips For Bride

Irmã da noiva: Quais são os direitos e os deveres?

Ser noiva é uma delícia, isso ninguém pode negar! O período entre o “sim” e o dia do casamento é sempre recheado de descobertas e de muitas alegrias. Planejar a realização de um sonho também requer assumir uma série de responsabilidades. Para que tudo saia conforme o planejado, é preciso lutar contra o tempo. Contar com alguém em quem você realmente confie e possa dividir essa emoção, ajuda muito. Às vésperas do tão sonhado dia, ter ao seu lado uma pessoa que esteja pronta para vibrar com cada novidade e ouvir suas queixas é um verdadeiro privilégio. Melhor ainda se ela conhecer a fundo seus gostos, manias e medos – e, além disso, saber cada detalhe do seu sonho. Agora me responda: Quem melhor do que sua irmã para isso?

A participação da irmã da noiva em todo o processo, desde os primeiros preparativos até o dia do casamento, é fundamental. Para que a ajuda não se transforme em mais uma dor de cabeça para a noiva, é necessário estabelecer alguns limites. Segundo Isabella Costa, da Armonie Assessoria, o bom e velho diálogo sempre resolve tudo! “A irmã da noiva pode tomar decisões, mas sempre levando em consideração os gostos dos noivos. Estamos falando de um momento que envolve muita expectativa, emoção e um investimento financeiro. Evitar qualquer possibilidade de erro é fundamental”, explica.

Segundo a assessora e cerimonialista Isabella, é importante buscar alternativas para diminuir as chances de qualquer desentendimento entre a noiva e sua irmã. Uma boa dica é atribuir a ela tarefas com as quais já tenha alguma familiaridade. “Já seria meio caminho andado. Além da boa vontade, a gente utiliza de suas aptidões para contribuir”, explica Isabella, da Armonie Assessoria. Outro fator fundamental e que pode ajudar a aliviar o stress da noiva é ser o mais resolutiva possível. “É importante que ela saiba agir sempre de maneira rápida e assertiva. Assim, os problemas não chegarão até a noiva”, esclarece.

casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-amor-de-irma-4
Tara McMullen
casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-amor-de-irma-2
Vue Photography / Natan Supan
casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-making-of-3
Anchor & Veil

De irmã da noiva para… Irmãs da noiva

A fotógrafa e videomaker Danila Bustamante já sentiu na pele a responsabilidade de ser irmã da noiva. Disposta a oferecer todo conforto e apoio para o casal, ela se fez presente em todos os momentos possíveis. A escolha do vestido, do buffet e do local da cerimônia… Em todas as grandes decisões, ela estava desempenhando sua função. “A irmã da noiva pode e deve tomar decisões pré e durante o evento. Dá para dividir a responsabilidade com a noiva e até sugerir possíveis soluções”, comenta. Danila e sua irmã contaram com a experiência da Armonie Assessoria para que tudo acontecesse dentro do planejado pelos noivos. Ambas concordam que o segredo é, acima de tudo, respeitar os limites dos noivos. “É importante saber que o casamento é um evento que faz parte do imaginário do casal. Eles têm uma imagem desse sonho e querem realizá-lo da maneira mais perfeita possível”, afirma a assessora e cerimonialista Isabella.

Danila trabalha como fotógrafa e videomaker e, na função de irmã da noiva, resolveu tomar para si as funções com as quais possui mais aptidão. Ela fez todos os registros dos eventos que antecedem o casamento de uma maneira única e cheia de emoção. A cumplicidade e os sentimentos envolvidos durante os preparativos fizeram com que  o resultado ficasse ainda mais especial. “Foi demais todo o envolvimento. Tudo foi feito com muito carinho e amor e ficou ainda mais lindo por essa razão!”, conta Danila, irmã da noiva.

casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-amor-de-irma-look-cabelo-make
Danila no casamento da sua irmã. Mais um lindo evento organizado pela equipe da Armonie Assessoria (Divulgação)

Surpresas para os noivos: Qual é o limite?

A alegria de ver alguém da sua família vivendo um momento tão especial é contagiante. A felicidade é tanta que é comum surgirem ideias – muitas vezes, mirabolantes – para celebrar esse dia inesquecível. Sabemos que, por trás de toda surpresa, sempre há uma boa intenção. Quando pensamos no casamento, a nossa dica é: evite surpresas, pois nem sempre elas saem conforme o planejado. Para a irmã da noiva Danila Bustamante, surpreender os noivos durante a festa pode ser um risco. “É sempre melhor deixar as grandes surpresas para os eventos que irão anteceder o grande dia. Uma boa dica são os chás e despedidas”, comenta.

Isabella Costa, da Armonie Assessoria, concorda que tentar surpreender os noivos pode ser um tiro no escuro. Para ela, uma boa saída para expressar o seu entusiasmo sem correr riscos é se dedicar à organização das festas que antecedem o casamento. As possibilidades são muitas: chá bar, chá de panela, noivado, despedida de solteira e chá de lingerie, entre outras. “Minha sugestão é sempre deixar as surpresas para os eventos durante o processo de organização do casamento. Não tenho dúvidas que eles ficarão encantados e muito emocionados com as homenagens. Isso vale não apenas para as irmãs das noivas, mas para todos os amigos do casal”, explica a assessora e cerimonialista Isabella.

casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-amor-de-irma-1
Everafterguide / Kate Belle
casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-amor-de-irma-6
Cibelina / Look
casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-making-of-2
Allie Skylar Photography

Sou noiva, mas não tenho irmãos. E agora? 

Junto com as responsabilidades dos preparativos do casamento, a irmã da noiva também tem outra tarefa muito importante: escolher o look perfeito. As dúvidas sobre qual modelito, make e penteado usar são inúmeras. Como sugestão, a assessora e cerimonialista Isabella, da Armonie Assessoria, ressalta que a irmã da noiva sempre tem prioridade. “Assim como a mãe e a sogra, ela tem o direito de escolher a cor do vestido, o cabelo e a maquiagem que gostaria de fazer, antes das demais madrinhas”, explica.

Para as noivas que não possuem irmãos, como eleger alguém para desempenhar um papel tão importante? Os padrinhos podem muito bem dar conta do recado. Como são pessoas com quem você tem intimidade e que já desempenham um papel destaque na sua vida, fica mais fácil atribuir essa tarefa a eles. Você também pode atribuir essa função à sua melhor amiga. Afinal, ela conhece como ninguém seu humor e preferências, não é mesmo?! Por fim, mesmo com tantas ajudas de amigos e familiares, é importante ressaltar que isso não substitui um profissional especialista em organização de eventos. “Nosso papel é sempre entender e defender os desejos da noiva, evitando que problemas aconteçam e conduzindo o casamento de maneira leve e positiva”, conclui Isabella, da Armonie Assessoria.

casamento-organizacao-irma-da-noiva-look-vestido-make-penteado-1
Snippet & Ink / Tessa Tadlock
casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-amor-de-irma-3
Studiobonon Photography
casamento-organizacao-irma-da-noiva-look-vestido-make-penteado-2
Veronica Ilioi / Elisabeth Medina
casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-making-of-5
Susan Stripling
casamento-organizacao-irma-da-noiva-foto-making-of-1
Hornington Manor
Tips For Bride

Meus pais vão pagar meu casamento. Que direitos eles têm?

Há algumas décadas, os casamentos eram vistos como uma cerimônia muito tradicional na família. Naquela época, não havia dúvidas em relação ao budget do casamento: estava subentendido de que seria uma responsabilidade dos pais da noiva. Felizmente, muita coisa mudou de lá para cá. Hoje em dia, é comum que os pais sequer participem financeiramente desse dia tão especial e que todos os gastos sejam bancados exclusivamente pelos noivos. Apesar disso, ainda existem famílias em que as tradições continuam firmes e fortes e os pais fazem questão de ajudá-los nas finanças do casamento. Nesses casos, todo cuidado é pouco para evitar confusões e desentendimentos. Afinal, a dúvida que não quer calar é: que direitos os pais dos noivos possuem quando são eles que estão arcando com os gastos do casamento?

É uma questão delicada e muito sensível, especialmente porque depende de cada família e do relacionamento de cada filho com seus pais. Antes de qualquer coisa, é importante ter em mente que o casamento, independente de quem está à frente das finanças, é uma celebração dos noivos. São eles que devem tomar as decisões e fazer as suas escolhas de acordo com o que sonharam para o grande dia. Há famílias em que isso flui de maneira tranquila, mas há casos em que os pais exageram na dose ao opinar em cada detalhe do casamento. Para nos ajudar nessa questão tão essencial, nós convidamos as assessoras e cerimonialistas Bruna e a Juliana, da empresa Par Perfeito Cerimonial. Um bate-papo delicioso e cheio de informações e dicas para vocês, noivinhas, que estão vivendo esse dilema. Vamos lá?

Southern Weddings
Southern Weddings

Hoje em dia, podemos afirmar que a grande maioria dos noivos decide arcar com os custos do casamento ou ainda é comum que os pais fiquem responsáveis pelas finanças? 

Atualmente, a maioria dos casais assume o investimento do seu próprio casamento. Os matrimônios estão acontecendo mais tarde do que antigamente, num momento em que a vida profissional dos noivos já está mais sólida e permite realizar esse grande investimento sem a ajuda dos pais. Entretanto, é comum que os pais ajudem nas despesas do casamento, seja ficando responsáveis por determinados serviços ou presenteando os noivos com itens especiais para o casamento.

 

Caso os pais decidam arcar com todo o orçamento, quais seriam as principais dicas a fim de evitar desentendimentos ou futuros problemas? 

O primeiro e mais importante passo é conversar antes de iniciar os preparativos. Uma conversa franca entre os pais e os noivos permitirá estabelecer os limites durante as escolhas para o casamento. Claro que, nesse caso, os pais participarão mais ativamente de todo o planejamento. O resultado é que eles terão mais liberdade para opinar. Ou seja, é importante que, desde o início, fique claro para todos os envolvidos que a escolha final é sempre do casal.

 

Qual seria o limite para que os pais interfiram no casamento?

Nosso conselho é sempre que os noivos tomem as decisões para o casamento para que seja realmente uma comemoração deles e não um evento para os seus pais. No entanto, essa resposta depende do relacionamento do casal com os pais, por isso a conversa antes de iniciar os preparativos é muito importante.

 

O maior problema seria a lista de convidados? Como lidar com essa situação?

Definir a lista de convidados é um dos primeiros passos na organização do casamento. Quando os pais estão à frente do investimento fica mais difícil controlar a quantidade de pessoas que eles irão convidar. A prioridade na lista de convidados é sempre do casal e, em seguida, os pais incluem seus convidados para que seja possível mensurar o tamanho da festa e quais espaços atendem a quantidade de convidados. Após essa etapa, tanto os noivos quanto os pais devem se manter dentro desse limite, sem grandes alterações.

 

Quais seriam os direitos que os pais possuem caso estejam à frente das finanças do casamento?

Bom senso é a palavra-chave. Os noivos conhecem muito bem seus pais e sabem como será o casamento caso o investimento seja feito por eles. É preciso mensurar se será possível administrar a vontade dos noivos e dos pais sem conflitos diante dessa situação. Os direitos e deveres de todos os envolvidos devem ser combinados antes de iniciar os preparativos para evitar brigas e desentendimentos.

 

Aceitar ou não a ajuda financeira dos pais?

Muitos casais preferem arcar com as despesas do casamento para evitar complicações na família. Para tomar essa decisão, é preciso avaliar se existe a real necessidade da ajuda dos pais e qual o grau de intimidade na família. Estabelecer limites é essencial: onde e como os pais vão investir é muito importante! Uma sugestão para aceitar a ajuda dos pais sem que eles influenciem nas decisões do casal é elencar itens específicos para que eles presenteiem os noivos, como por exemplo, o vestido da noiva ou as lembrancinhas para os convidados.

 

Caso os noivos decidam assumir todos os gastos do casamento, quais seriam as dicas para que eles consigam também agradar aos pais?  

É sempre interessante pedir a ajuda dos pais nas escolhas, liberar uma quantidade de convidados para eles e mantê-los sempre a par de tudo o que está acontecendo. Fazer com que se sintam parte dessa comemoração os deixará muito felizes e orgulhosos dos filhos a caminho ao altar.

Tips For Bride

Noiva

Planejamento

Cerimônia e Festa

Especial: Interior de SP
Casamentos Reais

Colunistas

Guia de Fornecedores

Tips For Bride Tips For Bride Tips For Bride
Tips For Bride