O blog feito para as noivas do interior de São Paulo
DressGo
Tips For Bride

Fotografia em preto e branco para o álbum de casamento

São meses de preparativos, projetos e sonhos para o dia do casamento. Durante muito tempo, os noivos se planejam para que a cerimônia e a festa aconteçam como eles sempre sonharam. As mais lindas memórias desse dia ficarão marcadas para sempre na vida do casal. Como recordação material, eles terão os registros de fotografia e vídeo. São imagens capazes de fazê-los reviver esse sentimento tão especial – além de servir como inspiração para as próximas gerações de sua família. Um momento tão único merece clicks incríveis e um álbum de fotos impecável. Nesse quesito, a fotografia em preto e branco é uma das favoritas das noivas. Elas são clássicas, elegantes, atemporais e deixam qualquer álbum de casamento mais bonito.

“Quanto mais sentimento envolvido no momento da fotografia, melhor. O preto e branco torna a imagem mais impactante quando existe emoção”, explica o fotógrafo Diogo Massarelli, de Itatiba, no interior de São Paulo. “Os momentos inusitados ou aqueles mais emocionantes são os melhores para garantir fotos incríveis. Uma lágrima, um sorriso, um flagrante… Podemos dizer que elas são indispensáveis. A falta de cores tira algumas sensações que elas causam em nosso cérebro, dando espaço para a emoção real da foto”. Em relação à quantidade e ao percentual de fotos em preto e branco, não existe um número ideal. Cada casal tem suas preferências e determina qual será a composição do material fotográfico.

fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-1 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-3 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-2 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-4

“É possível se trabalhar com um álbum inteiro em preto e branco, caso a cliente seja apaixonada por tal estilo de imagem. Geralmente, trabalhamos com uma média de 20% a 30% do total. As imagens em preto e branco tendem a ser o ponto forte em um álbum de casamento”, explica Diogo Massarelli. É um estilo de fotografia atemporal, que se encaixa perfeitamente em diversos momentos, desde o making of, cerimônia, ensaio dos noivos e festa de casamento. A fotografia black and white ou PB, como também é conhecida, traz a emoção como principal destaque – e por isso é tão irresistível para os noivos apaixonados. Nada melhor que um registro com doses extras de romantismo para eternizar esse momento único na vida do casal.

fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-5 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-6 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-8

A cobertura fotográfica do casamento pode tranquilamente ser feita totalmente a cores e, depois, transformada em preto e branco. “Particularmente, eu prefiro fotografar certos momentos no formato preto e branco para captar a luz exata e manter todos os detalhes da imagem. Fotografando no formato RAW (o nome vem do termo inglês que significa CRU conhecido também como negativo digital), é possível fotografar direto em preto e branco e ter a mesma imagem também convertida a cores”, explica o fotógrafo Diogo Massarelli. “Em quase toda fotografia, os melhores horários em ambientes abertos são quando a luz não atingiu o ponto alto (até 9h e após 16h). Como diz o ditado, tudo que é bom dura pouco: é assim com a luz! Buscar contrastes entre luzes e cores ajuda muito a destacar qualquer cena”.

fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-7 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-10 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-9

Durante as reuniões com seu fotógrafo, vale reforçar seu gosto pessoal, dividir algumas ideias sobre o resultado esperado e, especialmente, buscar um profissional que atenda ao seu estilo. Falando não apenas de fotografias em preto e branco, o álbum de casamento é uma das únicas recordações materiais desse dia tão inesquecível – por isso, todo cuidado é pouco na hora de definir os detalhes. “Não é aconselhável misturar fotos em preto e branco com fotos coloridas. Eu prefiro deixar toda a lâmina em PB, assim a fluidez da leitura se mantém e a lamina do álbum se torna mais agradável”, opina. Ao longo do texto, nós compartilhamos com vocês um pouco do trabalho do fotógrafo Diogo Massarelli em diferentes momentos do dia do casamento. As fotos foram selecionadas justamente para destacar a beleza do preto e branco em diversas situações. Confira – e se emocione – com a nossa galeria de fotos, feita especialmente para vocês.

fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-11 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-12 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-13 fotografia-diogo-massarelli-album-casamento-preto-branco-14

Créditos das fotos: Diogo Massarelli 

Tips For Bride

Álbum de casamento: Dicas para escolher as melhores fotos

São meses de preparativos para viver algumas horas entre a cerimônia e a festa de casamento, que ficarão gravados para sempre na memória dos noivos e dos convidados. Para aqueles casais que já subiram no altar e disseram “sim, eu aceito”, é normal sentir aquele vazio em relação aos afazeres e tarefas para o tão esperado dia. Mas quem disse que o casamento acabou? Agora os noivos têm a difícil tarefa de selecionar as fotos que entrarão para o álbum com as recordações mais lindas e inesquecíveis desse dia único. São milhares de imagens de detalhes da decoração, do making of, da cerimônia e da festa, além da sessão de fotos dos noivos e de momentos emocionantes e de descontração com os amigos e familiares. Sem dúvidas, é uma tarefa difícil, mas não impossível!

Além de ser uma das únicas recordações físicas desse dia inesquecível, o álbum de casamentos também será visto pelos filhos, sobrinhos e netos como uma herança de família. Ele carrega não apenas as emoções vividas pelos noivos, mas também simboliza o início de uma nova família. “Um álbum de casamento deve contar uma história através das fotos, de forma que todos possam viver e reviver cada momento. Quanto mais tempo passar, mais difícil será essa escolha. Então a primeira dica é escolher logo que receber as fotos, pois os acontecimentos ainda estarão “frescos” na memória”, aconselha o fotógrafo Gabriel Valim.

escolher-fotos-album-casamento-dicas-1 escolher-fotos-album-casamento-dicas-2 escolher-fotos-album-casamento-dicas-3

“Outra coisa que ajuda na escolha das fotos é separá-las por tópicos. Vale a pena gastar um tempinho para separar as imagens do making of da noiva, making of do noivo, decoração, cerimônia, ensaio e festa. A partir daí, começa a seleção: em média, o casal escolhe de 300 a 400 fotos, mas já é um grande passo pois já eliminou 60% das fotos”, explica Gabriel. “Tente rever todas as fotos para eliminar as demais. Vale lembrar que essas fotos estão sendo eliminadas para o álbum e não para sempre”. Geralmente os noivos recebem mais de 1.000 fotos e precisam escolher aproximadamente 100 imagens para compor o álbum de casamento.

escolher-fotos-album-casamento-dicas-7 escolher-fotos-album-casamento-dicas-5

Além de escolher as fotos, é essencial que os noivos recebam uma prévia virtual de como ficará a diagramação das páginas. Já fizemos um post no blog sobre as principais dúvida na hora de escolher o modelo do álbum de casamento e os tipos de impressão e acabamento para garantir que o resultado final seja exatamente como vocês sempre imaginaram. Para o fotógrafo Gabriel Valim, não existe um padrão em relação ao número aproximado ou percentual de fotos dos diversos momentos do casamento. Para suas clientes, ele costuma utilizar a seguinte média de fotos:

  • 10 fotos: Making of da noiva
  • 7 fotos: Making of do noivo
  • 35 fotos: Cerimônia
  • 10 fotos: Ensaio dos noivos
  • 10 fotos: Ensaio com noivos, pais e padrinhos
  • 8 fotos: Decoração
  • 20 fotos: Festa

“Lembrando que é quase impossível aparecer todos os convidados no álbum, tente escolher fotos que apareçam um grande número de convidados e fotos dos familiares e pessoas mais próximas do seu convívio, que não poderão ficar de fora do álbum”, comenta Gabriel Valim. Para ele, a escolha das fotos é uma decisão muito particular e, por isso, essencial que seja definida única e exclusivamente pelos noivos. “Eles devem escolher as fotos sozinhos, pois quando várias pessoas começam a opinar, fica difícil chegar num consenso. Caso o casal não consiga terminar a escolha, minha dica é: peça ajuda para o fotógrafo, afinal você escolheu ele para documentar um dos dias mais importantes da vida de vocês”.

escolher-fotos-album-casamento-dicas-6 escolher-fotos-album-casamento-dicas-4

Créditos das fotos: Gabriel Valim

Tips For Bride

Dicas para escolher o álbum de casamento perfeito

Depois de meses de planejamento e contagem regressiva para o tão esperado dia do casamento, vem os deliciosos dias de descanso na lua de mel para curtir o início da sua nova família. Quer dizer que a vida de noiva acabou? Muito pelo contrário, pois será o momento de finalmente eternizar todos esses bons momentos com as fotos e o vídeo da cerimônia e da festa. Sem dúvidas, não é um dos trabalhos mais fáceis do mundo: são milhares de fotografias incríveis, além da sensação maravilhosa de poder reviver aquele momento inesquecível pelas lentes do fotógrafo – que sempre capta as melhores lágrimas de alegria.

O álbum de casamento representa a história do casal e será transmitido para as próximas gerações como o símbolo daquele momento único. Vini Brandini, fotógrafo de Jundiaí e nosso parceiro no Guia de Fornecedores, foi um dos finalistas do concurso Wedding Best, que premia os melhores álbuns de casamento do Brasil. Ninguém melhor para nos encher de preciosas dicas na hora de escolher as fotos, assim como os detalhes de papel, impressão, acabamento e layout de algo que será guardado com tanto amor e carinho. Fizemos uma entrevista muito bacana com o Vini Brandini e reunimos alguns modelos de álbuns já produzidos pela sua equipe, além do vídeo do álbum finalista no concurso.

album-casamento-como-escolher-vini-brandini-16 album-casamento-como-escolher-vini-brandini-1 album-casamento-como-escolher-vini-brandini-2

Como funciona o processo de escolha do álbum de casamento? 

O álbum do casamento (ou a coleção de álbuns do casamento) pode ser totalmente personalizado de acordo com o gosto dos casais. Existem muitos tipos de papeis, acabamentos, métodos de impressão e encadernação, além de infinitas variedades de formatos e tamanhos. Costumo reduzir as possibilidades de tamanho/formato/acabamento de acordo com o meu gosto e estilo, para facilitar a vida dos meus clientes. Às vezes, aparece algum casal com uma referência diferente e não tenho problemas em encontrar materiais diferentes dos que ofereço, já que trabalho com fornecedores e parceiros que sempre me ajudam com o que preciso.

Na maioria das vezes, a escolha do álbum é feita em uma reunião pessoal com o casal, onde apresento as minhas possibilidades preferidas e mostro fotos de alguns álbuns que já entreguei para apresentar variedades de cores e acabamentos. Muitas vezes, a escolha do álbum acontece via e-mail, principalmente com casais que moram longe ou com quem não tenho a oportunidade de conversar pessoalmente antes do casamento. Nesse caso, eu mando fotos de referências e já sugiro algo que combine com o estilo do casal e do casamento.

Depois de diagramado, o álbum passa pela aprovação dos noivos antes de ser impresso? 

Sim, sempre! Em primeiro lugar, o casal escolhe as fotos por meio de um sistema de seleção online. A partir dessa seleção, monto o layout e coloco o álbum online para aprovação, ou seja, o casal poderá  “folhear” um álbum virtual e fazer observações caso não goste de algo. Geralmente, os meus álbuns são aprovados direto, cerca de 90% não me pedem alterações. Assim que aprovado o layout, eu faço alguns últimos ajustes de nitidez e balanço de cores e mando para a encadernadora.

Como escolher as melhores fotos para o álbum? O fotógrafo auxilia os noivos nesse processo?

As melhores fotos para mim nem sempre são as melhores para os meus clientes. Existem fotos, principalmente as que envolvem convidados, que tecnicamente e esteticamente são simples, mas que são muito importantes para os clientes. Por isso, deixo a seleção para eles. Porém, eu ajudo de duas maneiras: no meu sistema online de seleção, onde o cliente verá todas as fotos digitais e marcará as selecionadas, eu já deixo as minhas fotos preferidas assinaladas. Assim, eles saberão quais são as melhores na minha opinião. Uma outra maneira de ajudar o álbum a ter as melhores fotos é acrescentar, excluir ou alterar algumas fotos no momento de montar o layout. Às vezes, tenho noivas que escolhem 30 fotos de detalhes/decoração. Isso é muito para o álbum! Então eu escolho as melhores e sugiro uma alteração.

album-casamento-como-escolher-vini-brandini-3 album-casamento-como-escolher-vini-brandini-4 album-casamento-como-escolher-vini-brandini-5 album de casamento em São Paulo SP album-casamento-como-escolher-vini-brandini-7

Quais são as principais opções para os noivos, considerando os formatos e os tipos de revestimento de capa, tipo de papel e acabamento final?

Como eu disse acima, existem muitas variedades de acabamentos, papeis, formatos, etc. Eu prefiro álbuns quadrados ou retangulares, com abertura horizontal. Particularmente eu não gosto de álbuns com abertura vertical e nem me lembro de ter feito um álbum assim. Um dos motivos é o fato de eu fotografar 90% das vezes na horizontal. Fotos horizontais são mais fáceis e diagramar em álbuns com aberturas horizontais. É uma questão de estilo.

O papel mais usado é o fotógrafico comum. Possui excelente qualidade, durabilidade e custo relativamente acessível. Existem papeis mais baratos, como o couchê, mas sinceramente eu não gosto e não ofereço. Existem papeis mais caros, os chamados fine art, que são usados em exposições ou como objeto de decoração de luxo, porém o custo ainda é bastante elevado para se usar em álbuns, especialmente em tempos de dólar alto.

O revestimento de capa que está sendo muito procurado é o tecido. Existem alguns mais comuns, como o linho, algodão ou saphir. Capas em couro ou couro ecológico, usadas já a bastante tempo continuam fortes. Já as capas fotográficas, que eram as mais escolhidas até pouco tempo, agora tem menos procura.

Como harmonizar o estilo do álbum com o estilo do casamento? 

Todos os meus álbuns tem um mesmo estilo de diagramação e layout. Seja um casamento super clássico ou um super descolado. A ideia do álbum é contar a história do casamento, com as fotos e, por isso, eu sou contra qualquer tipo de distração do layout: efeitos, fundos, cortes de foto estranhos, etc. Na minha opinião, o layout tem que ser clean e tem que durar por muito tempo, já que o álbum também é um documento de família, que será apresentado para outras gerações. O que muda são os acabamentos da capa e caixa. Um casamento diurno combina mais com uma capa clara, assim como uma fonte mais leve e de cor clara. Um casamento mais rústico (campo ou praia, por exemplo) combina com um material que acompanhe, como o linho cru. Alguns detalhes também fazem muita diferença como a fonte usada no layout: uma fonte clássica não combina com um casamento descolado. As cores da decoração do casamento podem ser uma excelente referência de cores para a capa e caixa. Até mesmo alguns elementos do casamento podem ser usados no álbum, como monograma do casal ou algum tipo de tecido usado nos detalhes, entre outros.

O que podemos considerar que já está “fora de moda” e o que podemos considerar como uma tendência entre os álbuns de casamento? 

Eu acho complicado apontar que algo está “fora de moda”, mas posso afirmar que vejo menos layouts cheio de efeitos, fundos pretos ou coloridos, bordas nas fotos, fotos diagramadas propositalmente “tortas”, entre outros efeitos que eram muito usados a uns dez anos, quando comecei a trabalhar com fotografia de casamento. O que eu vejo como tendência são layouts clean, que valorizam a foto e a narrativa do conjunto de fotos, como os que faço já faz um tempo: sem fundos (ou seja, todos os fundos são brancos), sem efeitos, sem mistura de tratamentos em uma mesma página do álbum (ou todas as fotos da mesma página são coloridas, ou todas em preto e branco). Cada vez mais, a ideia é se aproximar dos livros de arte e de fotografia que vemos nas livrarias. O mais importante ali é a foto, então não precisa de legendas, de enfeites, de nada!

album-casamento-como-escolher-vini-brandini-8 album-casamento-como-escolher-vini-brandini-9 album de casamento em São Paulo SP album-casamento-como-escolher-vini-brandini-11

Além do álbum, existe a embalagem/caixa. Como escolher o modelo ideal? Deve seguir o mesmo padrão de tecido e cores que o álbum?

Sim, a caixa é o complemento do álbum. Existem combinações de materiais que funcionam bem como caixa em couro e capa em tecido, por exemplo. Usar o mesmo material tanto na capa quanto na caixa também funciona muito bem. Os padrões de fontes, textos e cores devem ser respeitados. Cores complementares também funcionam muito bem como, por exemplo, cinza claro na capa e cinza escuro na caixa são escolhas de muito bom gosto.

Os mini-álbuns para as mães é algo muito pedido pelos casais? Em valores percentuais, qual seria o investimento adicional para as versões menores do álbum?

Sim, acredito que de 40 a 50% das minhas noivas peçam mini álbuns, sejam no contrato inicial ou depois de receberem o álbum principal. Geralmente são álbuns menores, com conteúdo e acabamento similares ao principal. O valor de um mini álbum gira em torno de uns 25 a 35% do valor do álbum principal, dependendo do tamanho do mini e dos acabamentos escolhidos.

Gostaria que nos contasse um pouco sobre a participação no concurso do Wedding Best.

O Wedding Best é o concurso de fotografia de casamento mais justo que conheço. Não falo isso por ter sido finalista em duas edições, mas sim pelo que é avaliado. Salvo algumas exceções, que avaliam conjuntos de fotos, os concursos nacionais e internacionais avaliam fotos avulsas. Alguém que teve muita sorte em conseguir uma única foto incrível pode ser premiado, enquanto um fotógrafo com um trabalho consistente pode passar sem prêmios. Na verdade, é muito mais fácil avaliar fotos “avulsas”. O Wedding Best avalia um álbum inteiro: fotos, capacidade de narrativa, diagramação, tratamento e tipografia. A meu ver, é algo muito mais complexo, completo e justo. Além de tudo, as inscrições no Wedding Best são gratuitas. Os meus álbuns finalistas são muito parecidos no que diz respeito ao layout e ao estilo/tratamento das fotos. O que muda são as histórias que contei com eles.

Em 2016, o meu álbum ficou entre os 12 melhores do Brasil. Foram escolhidos os nove melhores por um juri técnico formado por fotógrafos e outros profissionais do mercado de casamentos e o meu álbum foi um dos escolhidos. Outros três foram escolhidos por um juri exclusivo de noivos. Em 2014, eu fiquei entre os dezfinalistas daquele ano. Em cada uma das edições, os idealizadores do concurso contabilizaram cerca de 300 álbuns inscritos por fotógrafos de todo o país. Estar entre os melhores é uma felicidade gigante, me mostra que estou no caminho certo.

Álbum Nicoly e Christian – finalista do 5 Wedding Best – 2016 from Vini Brandini Fotografia on Vimeo.

album-casamento-como-escolher-vini-brandini-12 album-casamento-como-escolher-vini-brandini-13 album-casamento-como-escolher-vini-brandini-14 album-casamento-como-escolher-vini-brandini-15

Créditos das fotos: Vini Brandini

Instagram
Instagram

Tips For Bride

Noiva

Planejamento

Cerimônia e Festa

Especial: Interior de SP
Casamentos Reais

Colunistas

Guia de Fornecedores

Tips For Bride Tips For Bride Tips For Bride
Tips For Bride