O blog feito para as noivas do interior de São Paulo
CERIMÔNIA E FESTA
Cerimônia e Festa
Tips For Bride

Devo contratar orquestra para o meu casamento? Confira nossas dicas!

Se você já deu o start nos preparativos para o seu grande dia e está enfrentando o dilema de escolher as músicas que irão compor a trilha sonora da cerimônia e quem irá executá-la, vai adorar este post. Geralmente, a primeira coisa que vem à cabeça é contratar uma orquestra para o casamento, certo? Não há quem resista às canções executadas por ela, que nos emocionam do começo ao fim da cerimônia. Isso, sem falar no inquestionável talento de seus músicos. Garantia de uma dose extra de emoção à celebração, garantindo que ela se torne ainda mais inesquecível. Mas, será que este tipo de formação musical combina com qualquer estilo de casamento? O investimento não é dos mais baixos, vale mesmo a pena arriscar? Quantos músicos são minimamente necessários para conseguir o resultado desejado?

Para responder estas e outras questões e te ajudar a tomar esta importante decisão, convidamos alguém que realmente entende do assunto: a diretora artística do Ânima Grupo Musical, Ana Foizer. Conhecido na cidade de Piracicaba e região pelas diferentes formações musicais, o Ânima possui um repertório diversificado e personalizável, capaz de tornar cada instante do seu evento inesquecível. Baseada em sua experiência à frente do Grupo onde também atua como cantora, Ana fez questão de explicar tintim por tintim cada detalhe sobre o tema. Dicas incríveis que você não pode perder!

orquestra para música em casamento tradicional
Divulgação Ânima Grupo Musical

Atualizando suas definições de orquestra

Que tal começar entendendo o que é uma orquestra e quais os seus diferenciais? “Orquestra é um conjunto formado basicamente por diferentes instrumentos da família das cordas, sopros e percussão com capacidade musical para executar diferentes melodias que se combinam”, esclarece a cantora Ana Foizer. As possibilidades de formação são diversas. Desde as mais reduzidas – com poucos instrumentos – até as mais completas, podendo se apresentar acompanhada de um coral ou solistas.

Apesar da grande versatilidade em casamentos, as orquestras costumam ser bastante reduzidas. Seja por questões financeiras ou falta de espaço destinado aos músicos durante a cerimônia. Para não abrir mão do sonho de ter a trilha sonora de seu grande dia executada por músicos de qualidade, uma boa dica é investir em uma formação com cerca de cinco instrumentos. Segundo a especialista, vale acrescentar ainda uma voz para ampliar a variação sonora. Uma alternativa mais em conta que costuma agradar aos noivos e convidados. “Nós do Ânima Grupo Musical fazemos uma formação que tem funcionado bastante: piano digital, percussão digital, flauta, trompete e trombone, violino e violoncelo, e um dueto vocal de solistas ou coral”, conta.

instrumentos musicais para orquestra para casamento
Foto: Studio 47

O melhor lugar para a melhor música

Foi-se o tempo em que orquestra era algo exclusivo de casamentos mais clássicos, em igrejas ou catedrais. Hoje, graças a diversidade de locais onde são realizadas as cerimônias, é comum vermos este tipo de formação em outros locais. Apesar disso, não tem como negar que a execução das músicas é melhor em igrejas. Isso por conta da acústica que é muito favorável ao repertório. “Existem experiências bem-sucedidas de orquestras que se apresentam em casamentos no campo. Para isso, é necessário ter à disposição um excelente equipamento de som, além de um técnico bastante qualificado”, explica Ana Foizer.

Mas, será que optar por este tipo de formação musical é garantia de sucesso? Segundo Ana Foizer, por incrível que pareça, não é em qualquer tipo de celebração que ela é bem-vinda. “Em casamentos mais descontraídos – ao ar livre, no campo ou na praia – alguns fatores podem acabar influenciando em seu desempenho”, pontua a cantora. Para celebrações no campo, a estrutura pode até funcionar. Desde que haja uma boa amplificação no local. “Neste caso é preciso também ter em mente um plano B, no caso de chuva”, ressalta. Já para cerimônias realizadas na praia – principalmente as do tipo pé na areia – contratar uma orquestra pode não ser uma boa ideia. ”Devido a maresia, vento e pela própria areia em contato com instrumentos delicados, esta não é uma boa escolha”, a explica a diretora artística do Ânima Grupo Musical.

orquestra e coral para casamento clássico em igreja
Divulgação Ânima Grupo Musical

Música de qualidade: opções além da orquestra

Existe também outra formação que costuma fazer bastante sucesso em casamentos – o famoso quarteto de cordas. “Composto por dois violinos, uma viola e um violoncelo, este tipo de conjunto musical é mais indicado para mini weddings. Principalmente aqueles que sigam o estilo clássico”, diz a diretora artística do Ânima Grupo Musical. Por ser formado apenas por quatro instrumentos, seu alcance não é dos mais potentes. Outro ponto que precisa ser lembrado é que este tipo de formação não permite variação sonora durante a cerimônia. Ou seja, independente das músicas escolhidas, sempre se ouvirá o som das cordas do começo ao fim.

Que tal complementar a formação e, além da orquestra, contratar um coral para a cerimônia? “Ele pode se apresentar a cappella – sem instrumento acompanhando – ou acompanhado por uma orquestra, piano, violão ou qualquer outro instrumento harmônico”, explica Ana. Sua ampla capacidade musical permite que seus integrantes cantem diferentes melodias ao mesmo tempo. Como resultado, um som único, surpreendente e bastante agradável. Capaz de emocionar e impressionar não só você e seu futuro marido, mas todos os presentes.

música no formato de voz e violão para casamento no campo
Foto: Leandro Monteiro / Divulgação

Principais motivos para contratar uma orquestra

Aproveitamos o papo com a especialista e pedimos para que ela listasse os principais motivos para contratar uma orquestra, dueto vocal de solistas e coral para seu casamento. Uma forma de te ajudar a tomar esta importante decisão, caso ainda esteja em dúvida sobre quem contratar para executar as músicas que irão embalar a realização do seu sonho. Quer uma dica valiosa? Aproveite os argumentos utilizados por Ana Foizer para convencer seu futuro marido. Caso ele ainda esteja reticente sobre a necessidade de investir ou não neste tipo de serviço. Confira!

  • Sonho – Geralmente quem quer este tipo de formação já sonha com isso. Dificilmente muda de opinião em relação à trilha sonora de seu grande dia. Tem certeza do que quer e nem procura nenhum outro tipo de formação musical. Logo na primeira conversa com os profissionais escolhidos, já fala exatamente quais são seus desejos e expectativas.
  • Variedade sonora – Uma cerimônia tem momentos de intensidades diferentes. Cada um deles pede intensidades sonoras distintas. Uma orquestra possibilita com maestria um som leve – com piano, violino e flauta – contrastando com o ápice da cerimônia: a entrada da noiva! O momento mais impactante de toda a celebração, quando todos os instrumentos soando juntos.
  • Atemporal – Se tem uma coisa que nunca sai de moda no universo dos casamentos, é ter uma orquestra executando as músicas da cerimônia. O repertório mais erudito, geralmente tocado por eles, conta com músicas compostas há 300 ou até 500 anos. Diferente das músicas modernas que acabam saturadas no mercado por causa das mídias.
  • Custo-benefício – Este costuma ser um investimento significativo, dentre todo o orçamento do casamento. Quanto maior a formação, mais alto o valor da despesa. Uma orquestra bem estruturada com bons músicos, exige recurso para isso. Portanto, tenha cuidado! Pesquise, pergunte a quem entende, veja ao vivo, veja vídeos e seja criteriosa em sua escolha.
violino em música para casamento no campo
Divulgação Ânima Grupo Musical

Música moderna tocada por orquestra, sim! Por que não?

Engana-se quem pensa que optar por uma orquestra significa que o casamento terá como trilha sonora apenas músicas clássicas. É possível inovar na playlist e produzir um novo arranjo para músicas mais modernas, adaptando-as para seu grande dia. “É bem-vindo e fica lindo!”, diz Ana Foizer. No entanto, para que isso seja possível, você deve poder contar com um arranjador que entenda de estilo moderno. É preciso escolher muito bem o fornecedor, antes de bater o martelo. “Poucos são os conjuntos completos que possuem conhecimento e experiência suficientes para dar uma nova roupagem às músicas. Passeiam do erudito ao popular com propriedade, elegância e agradabilidade”, alerta a diretora artística do Ânima Grupo Musical.

A verdade é que não adianta nada escolher músicas lindas, se elas não forem bem executadas.  Se tocadas da forma errada, elas podem parecer engessadas, ficando irreconhecíveis. Uma boa alternativa para conseguir o resultado esperado é optar por uma mini orquestra composta por músicos que tenham formação e prática jazzística. Segundo a cantora, este tipo de formação permite que as músicas mais modernas sejam tocadas sem que haja necessidade de providenciar um arranjo escrito. “Uma das características principais desses músicos é justamente o improviso em cima da harmonia apropriada para aquela linguagem”, explica Ana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tips For Bride

Noiva

Planejamento

Cerimônia e Festa

Especial: Interior de SP
Casamentos Reais

Colunistas

Guia de Fornecedores

Tips For Bride Tips For Bride Tips For Bride
Tips For Bride